Kanye West, Jimmy Kimmel, Jimmy Kimmel Live

ABC/Randy Holmes

Kanye West abriu o jogo sobre seu transtorno bipolar! Pela primeira vez em 5 anos, Kanye concedeu uma entrevista a Jimmy Kimmel, que foi ao ar na quinta-feira, 9, e além da doença, também falou da sua hospitalização em 2016, sua decisão de apoiar Donald Trump e Kim Kardashian.

"Todos ao meu redor tentaram escolher meu candidato por mim", disse o rapper sobre as eleições. "E depois me disseram que toda vez que eu dizia que eu gostava de Trump, eu não podia dizer em voz alta ou que minha carreira acabaria e que seria expulso da comunidade negra".

"Mesmo quando eu disse isso antes de ir para o hospital, eu expressei isso. Quando eu saí, perdi minha confiança. Então, eu não tinha confiança para enfrentar o mundo e a possível reação. Levei um ano e meio para ter confiança de me levantar. Não importa qual fossem as consequências".

Kanye contou que seus tweets polêmicas não tinham nada a ver com política, mas sim sobre "superar o medo e fazer o que você sentia, sem se importar com o qualquer um falasse... Se eu tiver medo de ser eu mesmo, eu não serei mais ‘Ye. Isso é o que fazer ser Ye'".

Kanye West, Jimmy Kimmel, Jimmy Kimmel Live

ABC/Randy Holmes

Ele também explicou que seu verdadeiro brilho aceita todas as partes de sua identidade, incluindo sua bipolaridade.

"Eu acho que é importante para nós termos conversas abertas sobre saúde mental – especialmente por eu ser negro. Porque nós nunca tivemos terapeutas na comunidade negra. Nós nunca fomos acostumados a tomar remédios. Eu acho que foi bom quando tive meu primeiro apagão aos 5 anos, minha mãe não me medicou por completo".

"Porque eu nunca poderia ter sido Ye. E há momentos que, no final, eu estou feliz por saber que sou bipolar. Até mesmo em entrevistas, eu sabia que queria estar em um estado calmo. As pessoas precisam ser capazes de se expressar sem medo ou julgamento", disse o rapper.

Kanye também falou sobre a recente visita de Kim Kardashian na Casa Branca, onde ela conseguiu que Trump concedesse clemência a Alice Johnson.

"Ela é super apaixonada por isso e foi incrível para ela ver esse sonho se tornar realidade", finalizou ele.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.