Kim Kardashian se sente "grata" por assalto assustador em Paris

por Lena Grossman | Traduzido Por Sally Borges | 22 out, 2018 13:50Tags
ESC: Best Dressed, Kim KardashianJamie McCarthy/Getty Images for Variety

Kim Kardashian abriu o jogo sobre a sua vida após o violento roubo em Paris, em 2016. Em entrevista ao The Alec Baldwin Show, Kim disse a Baldwin que se sente "grata" pelo ocorrido na França.

No dia 2 de outubro daquele ano, a estrela de KUWTK foi mantida sob a mira de uma arma em seu quarto na cidade francesa. Dois homens armados, vestidos como policiais, invadiram o local e roubaram quase U$ 10 milhões, cerca de R$ 40 milhões, em joias.

"Minha vida mudou, definitivamente, nos últimos dois anos", disse ela. "Por um bom ano, eu quase me perdi. Eu nunca estive deprimida, mas não estava motivada para me levantar e trabalhar como eu costumava fazer. Isso me abalou".

leia também
Kim Kardashian posa topless e abre o jogo sobre sua vida sexual

Entretanto, o ocorrido lhe ensinou uma lição importante. "Havia muito de mim que mediu quem eu era por quanto eu tinha. Pensei ‘Oh, eu tenho muito valor'. Isso precisava mudar em mim"

Kim, então, explicou que era "grata pela experiência". "Mesmo sendo horrível e eu não desejar isso para ninguém, realmente me mudou profundamente e me levou onde eu sinto que posso ser eu mesma".

"Eu senti como se estivesse vivendo em uma bolha e isso me abriu muito", disse a esposa de Kanye West. Na época, uma fonte do E! News revelou que a estrela realmente pensou que seria morta pelos assaltantes.

Matt Baron/REX/Shutterstock

Além de ser uma magnata da beleza, Kim também é rainha nas redes sociais e o roubo lhe fez pensar o que postar ou não nelas.

"Se eu quiser registrar algo, vou salvar e publicar só depois que eu sair", revelou a morena, que após o ocorrido, passou a ter "segurança 24 horas por dia, 7 dias por semana".

Criador de Celebridades: Toda quinta-feira, a partir as 20h. Só no E!