BTS revela o que acontece quando eles não concordam sobre as coreografias

Durante conversa no Museu do Grammy, os integrantes do grupo falaram sobre a vida em equipe

por Mike Vulpo, Alli Rosenbloom | Traduzido Por Miriam Kaibara | 12 set, 2018 18:21Tags
BTS, Staples CenterSTAPLES Center/Adam Pantozzi

O BTS, que lançou clipe em parceria com Nicki Minaj, falou sobre as diferenças entre os membros do grupo. Durante a "Conversa com o BTS" no Museu do Grammy, em Los Angeles, o grupo revelou o que acontece quando eles não concordam com a coreografia de uma música.

"Nós sentimos que somos bem equilibrados e como você diz, abertos, especialmente com o time de produção. Então se nós achamos que algo não está bom, iremos dizer abertamente e falaremos para mudar essas coisas com nossa equipe ou entre nós", disse J-Hope.

"Então se há uma coreografia, por exemplo, e sentimos que parece que vai ser muito desgastante fisicamente, como eu disse, nós não estamos ficando mais jovens... Então fazemos essas mudanças e sempre somos abertos".

leia também
BTS lança novo clipe de Idol com participação de Nicki Minaj

"Nós temos respeito mútuo um pelo outro e acho que isso é muito importante e bom. Nós sempre estamos dispostos a ouvir as opiniões que os outros membros podem ter e sempre estamos dispostos a mudar. Quando alguém aponta algo, nós não dizemos, 'Por que?' Ao invés disso, sempre tentamos focar no que podemos fazer para ficar melhor e realizar a mudança", revelou Suga.

E com tanto sucesso no mundo inteiro, o grupo de k-pop considera importante passar mensagens em suas músicas e falar sobre temas que os jovens enfrentam nos dias de hoje.

"Quando penso em quando era mais jovem e estudante, eu ouvia muita música e acho que era uma maneira de escapar e uma forma de me tranquilizar. E acho que hoje em dia adolescentes, pessoas de vinte e poucos anos, ouvem música, mas nós sentimos, e eu sinto que realmente não há muitos sons bons e músicas saudáveis que eles escutem e que realmente os ajude e essa foi uma lacuna que pudemos preencher", compartilhou Suga. "Eu não acho que se limita apenas à Coréia, eu acho que jovens de todo o mundo enfrentam esse tipo de dor, tristezas, problemas. É por isso que cantamos essas músicas e acho que é por isso que nossos fãs e nossos público podem se relacionar a nossa música".

Criador de Celebridades: Toda quinta-feira, a partir as 20h. Só no E!