Katy Perry revela que teve depressão após críticas ao álbum Witness

Entenda!
por Cydney Contreras | Traduzido Por Sally Borges | 18 jul, 2018 13:32Tags
Katy Perry, Vogue Australia August 2018, coverEmma Summerton/Vogue Australia

Katy Perry revelou que teve um "depressão situacional".

Em entrevista à nova edição da Vogue Austrália, Katy abriu o jogo sobre o seu emocional no último ano e explicou que, depois do lançamento de Witness em 2017, acabou ficando abalada com as críticas.

"Eu tive crises de depressão situacional e meu coração foi partido no ano passado porque, inconscientemente, eu coloquei muita validação na reação do público, e o público não reagiu da maneira que eu esperava... no qual partiu meu coração", revelou a cantora.

leia também
Dr. Luke nega que tenha estuprado Katy Perry

E em vez de sentir pena de si mesma, ela optou por levar a experiência como um aprendizado. "A música é meu primeiro amor e acho que foi o universo dizendo ‘Ok, você fala toda essa linguagem de amor-próprio e autenticidade, mas nós vamos te fazer passar por outro teste e tirar qualquer outro tipo de validação ‘vaga'. Então, vamos ver o quanto você ama a si mesma'".

"Esse quebrantamento mais eu me abrindo para algo melhor e mais poderoso, me reconectando com a divindade, me deu uma plenitude que nunca tive. Isso me deu uma nova base. Não é apenas um fundamento material: é um fundamento de alma", explicou Katy.

Este despertar espiritual, aliás, não surpreendeu os fãs da cantora, já que em fevereiro, ela disse à Glamour que seu "último ano tem sido sobre matar meu ego, no qual foi realmente necessário para minha carreira. Mas para minha vida pessoal não funciona dessa maneira".