Scarlett Johansson desiste de interpretar homem trans em Rub & Tug

"Eu aprendi muito com a comunidade desde minha primeira declaração sobre o papel e percebi que fui insensível," disse ela

por Corinne Heller | Traduzido Por Miriam Kaibara | 13 jul, 2018 21:22Tags
Scarlett Johansson, 2018 Met Gala, Red Carpet FashionsNeilson Barnard/Getty Images

Scarlett Johansson não vai mais interpretar um homem trans no filme Rub & Tug. Ao ser anunciada no elenco do longa, Scarlett não aceitou muito bem as críticas que sofreu por parte da comunidade LGBT e rebateu os comentários, mas em comunicado feito nesta sexta-feira, 13, a atriz diz que se arrepende.

"Devido às questões éticas recentes acerca de meu papel como Dante Tex Gill, eu decidi repeitosamente retirar minha participação do projeto," disse ela à Out Magazine. "Nosso entendimento cultural sobre as pessoas transgênero continua a avançar, e eu aprendi muito com a comunidade desde que fiz minha afirmação sobre meu papel e percebi que foi insensível. Eu tenho grande admiração e amor pela comunidade trans e sou grata pela conversa sobre inclusividade em Hollywood continuar. De acordo com a GLAAD, LGBTQ+personagens caíram 40% em 2017 em relação ao ano anterior, sem representação de personagens trans em qualquer grande lançamento de estúdio."

leia também
Scarlett Johansson responde críticas após aceitar papel de homem trans em filme

Rub & Tug é baseado na história real de Gill, que nasceu mulher e mais tarde viveu como homem. Ele se tornou chefão do crime, usando seus salões de massagem como fachada para a prostituição nos anos 70 e 80. Ele morreu em 2003 com 72 anos.

"Enquanto eu teria amado ter a oportunidade de trazer a história e transição de Dante à vida, eu entendo por que muitos de vocês sentem que ele deveria ser retratado por uma pessoa transgênero, e sou grata que esse debate de elenco, embora controverso, provocou uma conversa mais ampla sobre diversidade e representação no cinema," disse ela.

"Eu acredito que todos os artistas devem ser considerados igualmente e justamente. Minha produtora, These Pictures, ativamente procura projetos que tanto entretem como quebram barreiras. Estamos ansiosos para trabalhar com todas as comunidades para levar essas histórias mais pungentes e importantes para o público em todo o mundo."

A GLAAD disse em comunicado no Twitter: "O anúncio de Scarlett Johansson, junto com as vozes transgênero que falaram sobre esse filme, estão mudando o jogo para o futuro das imagens transgênero em Hollywood."