Kanye West pode ter um grande concorrência se ele disputar a presidência dos Estados Unidos com ninguém menos que...sua esposa!

No sábado, 16, Kim Kardashian, que levou o prêmio de Influenciadora do Ano, concedeu uma entrevista ao Van Jones Show e foi questionada sobre concorrer à presidência.

"Oh, eu não acho que isso esteja em minha mente", disse Kim. "O presidente Trump. Poderia acontecer", rebateu o apresentador, referindo-se ao fato de que o político era apresentador de televisão. "Eu sei. É por isso que Kanye o ama – é a ideia de que tudo pode acontecer", respondeu a morena.

Kanye, aliás, já declarou sua intenção de ser presidente. Em 2016, logo após as eleições, o rapper se encontrou com Donald Trump e sempre faz publicações pró-Trump nas redes sociais.

"Nunca diga nunca, mas isso não vai ser como ‘Kim está concorrendo!'. Não é onde estou e para onde estou indo", explicou Kim. "Eu só quero ajudar, começando com uma pessoa primeiro. Acho que, às vezes, se mais pessoas colocam seus sentimentos de lado e falam sobre questões que realmente precisam ser discutidas, então muito mais pode ser feito".

Kim Kardashian, CNN, Van Jones Show

Turner Broadcasting System

No início deste mês, Trump concedeu clemência à Alice Johnson, uma mulher de 63 anos que cumpria prisão perpétua desde 1996, após Kim encontrá-lo e fazer o pedido pessoalmente na Casa Branca. A estrela disse que cumprimentou Trump com um abraço.

"Nós sentamos e ele ficou tipo ‘OK, então o que está acontecendo?'. Ele disse ‘Bem, para o que estamos aqui?'. E eu disse ‘Estou aqui porque realmente quero saber por que você demitiu Khloé Kardashian no O Aprendiz?'", brincou Kim. "Foi só risada, divertido e, então, começamos a trabalhar".

"Ele sentiu isso, ele teve compaixão. Ele foi simpático sobre ela. Ele disse ‘Foi um tempo realmente longo que ela esteve presa. Isso simplesmente não é justo'. Ele sabia que era a coisa certa a se fazer. E ele disse isso desde o começo. Ele sabia que era a coisa certa a se fazer, ele disse isso, foi muito honesto e queria que isso acontecesse".

Kim Kardashian, Donald Trump, White House

Donald Trump/Twitter

Muitas pessoas que desaprovam a política de Trump o acusam de ter usado Kim para fazer boa publicidade. "Eu não acho que eu seria usada. No final das contas, ele me ouviu falar. Nós finalizamos os trabalhos. Então, eu não acho, tipo, como ele poderia me usar?", questiona ela.

"Quando cheguei à reunião, eu sabia que haveria muita reação, eu sabia que as pessoas não entenderiam isso. Nesse ponto, eu tive que tomar uma decisão que era muito maior que eu", finaliza.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.