Kim Kardashian, Donald Trump, White House

Donald Trump/Twitter

Kim Kardashian, que postou nova foto de Saint abraçado com Chicago, visitou a Casa Branca, em Washington D.C. nessa quarta-feira, 30! Kim se encontrou com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e com seu conselheiro sênior e genro, Jared Kushner, para discutir a reforma carcerária.

A estrela de Keeping Up With the Kardashians pediu pela libertação de uma mulher que cumpre péna perpétua sem liberdade condicional por um delito de drogas. No começo do mês, o E! News reportou que Kim estava na defesa da avó de 62 anos, Alice Marie Johnson, presa desde 1996. Para o encontro na Casa Branca, a esposa de Kanye West usou um conjunto preto de blazer e calça de alfaiataria e scarpins verde limão.

Em declaração ao E!, Kim falou sobre o encontro com Donald Trump: "Eu gostaria de agradecer ao Presidente Trump por esta tarde. É nossa esperança que o Presidente garanta clemência à Sra. Alice Marie Johnson que está cumprindo pena perpétua pela primeira vez, por um delito de drogas não violento. Nós estamos otimistas sobre o futuro da Sra. Johnson e esperamos que ela—e muitos outros como ela—tenham uma segunda chance na vida", disse ela.

Kim Kardashian, White House

Instagram

Em vídeo do site Mic, Alice explica seu caso: "Eu estava na gerência há 10 anos quando perdi meu emprego. Eu lutava financeiramente, não conseguia encontrar um emprego rápido o suficiente para cuidar da minha família. Me senti um fracasso, entrei em pânico total e, por desespero, tomei uma das piores decisões da minha vida para conseguir algum dinheiro rápido. Eu me envolvi em uma conspiração de drogas".

Kim Kardashian, Jared Kushner

Getty Images

A primeira vez que Kim falou publicamente sobre o assunto foi em outubro de 2017: "Isso é tão injusto", escreveu ela no Twitter.

No mês seguinte, o New York Daily News contou que Kim havia contratado seu advogado Shawn Holley para "ajudar nas campanhas de clemência" de Alice e Cyntoia Brown. Ele contou que Alice "tem sido uma prisioneira modelo e tem o apoio da diretora, autoridades do governo e uma série de outras pessoas em sua oferta pela libertação".
  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.