Salma Hayek

E!

"Devíamos ter nos unido antes"

Salma Hayek, que contou sua experiência de abuso com Harvey Weinstein, falou sobre a luta das mulheres pela igualdade de gênero em Hollywood durante conversa no Festival de Cannes neste domingo, 13, e o E! esteve presente acompanhando tudo de perto. Salma desabafou dizendo que as mulheres deveriam ter se unido antes e da importância da educação de garotos e homens sobre o sexo feminino.

AS ATRIZES QUE ACUSARAM O PRODUTOR HARVEY WEINSTEIN DE ASSÉDIO

"Nós devemos ficar juntas porque isso faz a diferença. Nós deveríamos ter ficado juntas antes. Mas tudo bem, não vamos olhar para trás, estamos juntas agora. E acho que os diretores vão se juntar a nós porque a audiência agora sente a responsabilidade", disse ela.

SALMA HAYEK FINGE SER BABÁ DA FILHA DE BLAKE LIVELY E RYAN REYNOLDS

"Acho que agora a mudança está acontecendo porque as pessoas estão começando a pensar diferente e especialmente começando a fazer as perguntas certas para si mesmas. E notando coisas que eram normais no passado e tínhamos uma noção de aceitação e agora olhamos para elas de um jeito novo. E a conversa é muito importante e tem que continuar. Mas o mais importante agora é que isso não se torne uma rétrica política, como uma coisa que só falamos, discutimos, reclamamos eficamos indignados. Não vamos gastar nosso tempo com isso. É hora de agir, é uma época empolgante para ser mulher. De mostrar o que posso fazer, de tomar meu tempo e entender como minha pessoa individualmente contribui a esses movimentos com meu trabalho", contou ela.

SALMA HAYEK TROPEÇA E LEVA TOMBO TARDE DE COMPRAS

A atriz também falou sobre a importância da educação dos homens: "É uma nova era para os homens. Esse ano é o 10º aniversário do Kering Foundation. Há 10 anos eles começaram a fundação para lutar contra a violência da mulher e já faziam muitas das coisas que todo mundo faz hoje, como prover ajuda psicológica e de saúde para que elas possam se defender dos mesmos abusos que falamos anteriormente. Há 10 anos éramos pioneiros, era um tabu, todo mundo achou estranho uma empresa de luxo e de moda fazer isso, e agora todos estão fazendo. Mas sabe qual o foco agora? Ainda continuamos com as antigas ações, mas estamos apoiando causas focadas nos homens. A fundação é para as mulheres, mas temos que focar nos homens. Entre as organizações, uma delas chamada Pro Mundo, trabalha com a educação de garotos e homens e como eles devem ver as mulheres", revelou ela.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.