Domenico Dolce, Stefano Gabbana

Harold Cunningham/Getty Images for DETAILS

Italianos teriam sonegado bilhões

Domenico Dolce e Stefano Gabbana, os estilistas da Dolce & Gabbana, foram condenados a 18 meses de prisão por sonegação de impostos. O veredito foi anunciado nesta quarta-feira, 30, pela Corte de Milão.

Acompanhe Valentina Ferris no Twitter

Eles já haviam sido condenados em primeira instância em junho do ano passado, pelo crime de evasão fiscal de cerca de R$ 3 bilhões.

Os impostos sonegados seriam fruto da venda da Dolce & Gabbana a um grupo de fachada em Luxemburgo, em 2004, para que a marca pudesse escapar das autoridades italianas enquanto continuava atuando no país.

Estilistas Dolce e Gabbana são acusados de sonegar impostos

"Estou sem palavras, estou impressionado e recorreremos com certeza à Corte de Cassação", declarou o advogado dos estilistas, Massimo Dinoia, à imprensa local.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.