Whatsapp

Reprodução

Entenda o que aconteceu

As doenças relacionadas à tecnologia são cada vez mais comuns, principalmente as que são associadas à smartphones. E não estamos falando do galo na testa que surge depois de derrubar o celular no rosto ao digitar deitado na cama – um clássico!

As séries que você precisa assistir em 2014

Inés Fernandez-Guerrero, uma médica espanhola, identificou um novo caso de lesão ligado ao uso contínuo do celular: a WhatsApptite, que é o esforço repetitivo no punho causado pela frequência excessiva de usar os dedos para digitar.

Aplicativo permite evitar encontro acidental com conhecidos

O caso foi publicado no jornal médico britânico The Lancet, e fala sobre a situação de um paciente que não tinha histórico de lesões nas mãos até ter passado seis horas seguidas respondendo mensagens de Natal, em dezembro passado.

Para alguns viciados em celular, o tratamento pode ser considerado um tanto sofrido, já que inclui abstinência total do aparelho, além de anti-inflamatórios.

Famosos vestidos de hipsters dominam a internet

Confira outras doenças – um tanto estranhas – ligadas à tecnologia:

Síndrome da vibração fantasma: sabe quando você sente o celular vibrando no  bolso e quando vai olhar o aparelho não tem nada? (Nota da redação: a síndrome costuma piorar quando alguém demora para responder mensagem).

Laptopordose: a famosa dor nas costas por levar o laptop para todos os lugares.

Wiite: depois da "Nintendinite", que atingiu várias crianças viciadas em videogame nos anos 90, surge a Wiite, causada pelo controle remoto sem fio da Nintendo, que permite vários movimentos e também pode causar lesões no punho, cotovelo e ombro.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.