Soup - Lulu 1

Entenda o hype dos apps

Depois de todo mundo se amar (ou quase) no Tinder, dois novos aplicativos estão dando o que falar: o Lulu e o seu rival, Tubby. O primeiro criado para as mulheres avaliarem os homens e o segundo para os homens avaliarem a performance sexual das mulheres – isso mesmo que você leu!

Tinder: confira dicas para arrasar no app

Apesar de ambas ideias parecerem absurdas, os dois apps estão causando polêmica e também fazendo sucesso pela rede.

Através do Lulu, as mulheres, únicas que têm acesso ao aplicativo, podem avaliar os homens que têm em sua lista do Facebook. A avaliação é feita a partir de questões de múltipla escolha, que no final geram uma nota de 0 a 10 – e a média geral aparece embaixo do perfil do cara. As notas vêm acompanhadas por algumas hashtags como #usaryder e #lindotesãobonitoegostosão e outras menos inocentes.

"Quando você quer saber sobre um cara, você não quer saber em quem ele votou ou sobre o que ele escreveu em um trabalho na faculdade. Você quer saber se ele tem boas maneiras, se ele é legal", disse Alexandra Chong, criadora do Lulu, ao New York Times

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

Entretanto, o app criou polêmica, principalmente entre os homens, que não gostaram nada de ser avaliados e principalmente, ficar com uma nota ruim. Enquanto já existem pacotes que podem ser comprados para dar um up na avaliação, os homens podem apagar seu registro no app.

Aplicativos Lulu e Tubby

Reprodução

Pouco tempo depois da polêmica do Lulu, veio a resposta masculina, o Tubby, em homenagem ao nome do personagem Bolinha em inglês. O aplicativo tem hashtags um tanto pesadas para avaliar as mulheres de forma mais especifica ainda, já que o próprio site do app promete: "Sua vez de descobrir se ela é boa de cama".

Siga o E! Online Brasil no Twitter

"Este é um app para homens relatarem suas experiências, apenas. Não o consideramos machista", disseram os criadores do projeto, dois meninos e uma menina, ao site da Veja.

Assim como no Lulu, as mulheres que se sentirem incomodadas com as avaliações podem excluir seu perfil do banco de dados, e hashtags ofensivas também serão excluídas.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.