Ryan Gosling,

Theo Wargo/Getty Images

Galã & defensor dos animais

Ryan Gosling pode estar muito ocupado trabalhando em How to Catch a Monster, seu primeiro filme como diretor, mas encontrou um tempo na agenda para lutar – mais uma vez – pelo direito dos animais.

Siga o E! Online Brasil no Twitter

O ator se juntou à duas instituições, a Farm Sanctuary e a Humane Society International, para defender mais de um milhão de porcos de criação de fazendas canadenses, pedindo o fim de gaiolas reprodutoras.

LEIA MAIS: Assista Ryan Gosling dirigindo seu novo filme, How to Catch a Monster

"Eu aplaudo a NFACC por trabalhar para melhorar a vida dos porcos canadenses e espero que essa brecha seja fechada, proibindo as indústrias de carne suína de confinar os porcos por semanas seguidas – algo que eu nunca sonharia em fazer com [meu cachorro] George, e que nenhum canadense com compaixão pensaria em fazer com qualquer animal", escreveu ele no jornal Globe and Mail.

MAIS: Ryan Gosling se une ao PETA para defender os animais

Essa não é a primeira vez que Gosling se manifesta em defesa dos animais. Em abril deste ano, o ator de uniu ao PETA pedindo o fim da crueldade com bezerros em fazendas leiteiras.

Leve o E! Online Brasil no bolso! Baixe o aplicativo do E! na Apple Store, Google Play ou Blackberry App World

"Não há nenhuma razão – e nenhuma desculpa – para a cruel e desnecessária prática de dehorning continuar", escreveu Gosling.

"Dehorning" é um processo doloroso em que os bezerros têm seus chifres arrancados ou queimados ainda na cabeça.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.