Kate Middleton, Prince William

Chris Jackson/Getty Images

Informação é de um guarda-costas real

Enquanto fotógrafos já se posicionam na frente do hospital onde o bebê de Kate Middleton deve nascer na metade do mês, a família real já foi advertida que o herdeiro do Príncipe William pode estar correndo risco de sequestro.  

O guarda-costas Ken Wharfe, que cuidou de William quando ele era criança, alertou que o plano do casal de passar as primeiras seis semanas do nascimento do filho em Berkshire com os pais de Catherine, em vez de em uma residência real, é uma jogada arriscada.

Ele disse à revista Look: "O bebê de Kate pode estar em perigo. Dado o estado político ao redor do mundo e da vulnerabilidade da realeza, eles precisam de muita proteção. Neste mundo cheio de terror em que vivemos, há um risco real de sequestro para esta criança.

"O mundo é um lugar muito mais perigoso do que era há 20 anos, quando William e Harry vieram ao mundo. E mesmo assim, houve uma grande equipe de segurança com a única responsabilidade de cuidar deles. Lá haverá pessoas em cada árvore esperando que o bebê seja levado para passear. " 

Ken insiste que o imóvel de 4,85 milhões de libras dos pais de Catherine, Carole e Michael Middleton, não é seguro o suficiente e acredita que será uma fortuna para providenciar segurança adequada para o bebê - que será o terceiro na linha de sucessão ao trono.

O ex-funcionário da realeza acrescentou: "Eles podem ter alguns equipamentos de segurança em casa, mas não há maneira nenhuma deles serem o suficiente para o tempo em que eles ficarão lá. O que eles têm que fazer é colocar policiais ao redor da casa, o que poderia ser uma operação multimilionária."

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.