Mila Kunis

Splash News

Político ucraniano fez comentário antissemita sobre a atriz

Depois de comemorar a prisão do hacker que roubou suas fotos, Mila Kunis já está envolvida em mais uma polêmica, mesmo não tendo culpa pelo que aconteceu.

A comunidade judaica está enfurecida com o governo da Ucrânia depois que Igor Miroshnichenko, um político do país, usou um termo antissemita para se referir a atriz.

De acordo com o site TMZ, o político postou em seu Twitter que Mila não era uma verdadeira ucraniana por ser uma "zhydovka", palavra degradante usada durante o Holocausto, que pode ser entendida como "judia suja".

Após o comentário ser publicado, o famoso centro Simon Wisenthal, de Los Angeles, enviou uma carta ao primeiro ministro da Ucrânia para expressar sua indignação com o fato, pedindo que ele "condenasse publicamente esse ataque e tomasse medidas para acabar com as forças xenófobas que ameaçam a democracia".

No começo deste ano, a estrela de Ted comentou sobre sua infância na Ucrânia e como foi morar nos Estados Unidos.

"Toda minha família passou pelo Holocausto. Meus avós morreram e muitos não sobreviveram. Depois do Holocausto, na Russia não podíamos ter religião. Então meus pais me criaram para saber que era judia. Você sabe quem é por dentro, e quando estava na escola ainda via sinais antissemitas", declarou a atriz.

Kunis foi procurada pelo TMZ, mas não comentou o assunto.

LEIA MAIS:

E o grande vencedor do The X Factor é...

Simon Cowell assume romance com Carmen Electra

Harry Styles é apresentado à mãe de Taylor Swift

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.