Scarlett Johansson, Mila Kunis

John Shearer/Getty Images; Toff Oren/FilmMagic

Americano distribuiu fotos nuas de mais de 50 famosos

Siga o E! Online Brasil no Twitter e acompanhe as notícias mais quentes do mundo das celebridades

O hacker americano Christopher Chaney foi sentenciado a dez anos de prisão por invasão de propriedade privada. Chaney, nascido na Flórida, Estados Unidos, invadiu os e-mails de mais de cinquenta celebridades, incluindo Scarlett Johansson e Mila Kunis, e publicou fotos íntimas das estrelas na Internet.

Na manhã dessa segunda-feira, 17, o juiz S. James Otero deu o veredito final, além de ordenar o pagamento de R$ 132.358,00 em indenização.

Scarlett Johansson, Golden Globe, 2006

Frazer Harrison/Getty Images

Chaney, que estava detido desde março deste ano sob nove acusações, também acessou o computador de duas pessoas não-famosas. As duas vítimas alegam que ele as perseguiu por mais de dez anos.

O hacker, de 36 anos, foi alvo da operação do FBI Operation Hackerazzi, algo como "operação hacker+paparazzi", pois a maioria de suas vítimas era do showbiz. As autoridades confirmaram que o criminoso tinha material íntimo das celebridades Jessica Alba, Christina Aguilera, Demi Lovato, Miley Cyrus, Selena Gomez, Ali Larter, Busy Philips, Emma Caufield, Renee Olstead e Addison Timlin.

Outras estrelas vítimas de hacker: Justin Bieber, Christina Hendricks e Olivia Munn

Mila Kunis

Jason Merritt/Getty Images

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.