Kate Middleton, DJ Michael Christian, Mel Greig

Arthur Edwards/WPA Pool/Getty Images; 2Day FM

Jacintha Saldanha se enforcou depois do ocorrido

Os responsáveis por passar um trote no hospital King Edward VII, onde Kate Middleton ficou internada no início do mês devido a problemas na gravidez, Mel Craig e Michael Christian, estão sendo ameaçados de morte. A dupla de radialistas australianos foi levada para locais seguros e sigilosos pela polícia, segundo o jornal Daily Telegraph.

Mais: Enfermeira de Kate Middleton que foi vítima de trote se matou com enforcamento

De acordo com a publicação, os radialistas estão sendo responsabilizados pela sociedade australiana por terem causado (mesmo que indiretamente) a morte de Jacintha Saldanha, a enfermeira vítima da pegadinha, que se enforcou dias após o ocorrido.

Mel e Michael teria recebidos inúmeras cartas ameaçando a segurança e a vida deles. Uma delas, direcionada a Michael, dizia que “existem balas com seu nome”. A empresa dona da emissora SCA, rádio que passou o trote, teria ainda revelado que recebeu ameaças durante toda a semana. “A polícia está investigando o caso. Os detetives já têm em seu poder uma carta com várias ameaças. Estamos trabalhando na questão e tentando descobrir o autor da carta”, disse o porta-voz da polícia de Nova Gales do Sul, na Austrália.

LEIA MAIS: Rihanna termina com Chris Brown?

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.