Taylor Swift, Cosmopolitan

Cosmopolitian

Entrevista foi feita antes do fim do namoro com Conor

Taylor Swift e Conor Kennedy começaram a namorar no início de agosto, e sempre que eram flagrados juntos pareciam nas nuvens um com o outro – a cantora até chegou a comprar uma casa vizinha à do amado –, entretanto, tão rápido quanto começou, o namoro acabou depois de três meses. E Conor agora é o mais novo membro da lista de ex-namorados de Taylor, que conta com John Mayer, Taylor Lautner, Jake Gyllenhaal, Joe Jonas e Cory Monteith. Em entrevista à edição de dezembro da revista Cosmopolitan norte-americana, feita enquanto ela ainda estava namorando, Swift se revelou "obcecada pela família Kennedy" e falou sobre as dificuldades e as partes boas de sua vida amorosa.

Durante a entrevista, ela contou que gostava tanto da história da família Kennedy que em poucos dias leu um livro de 900 páginas chamado The Kennedy Women­ (ou As Mulheres Kennedy, em português), mas não falou especificamente sobre Conor, e nem se ela pensava na hipótese de também ter o sobrenome – mas agora já sabemos que esta não é mais uma possibilidade.

Famosa por seus términos e por falar sobre eles em suas músicas, a cantora revelou durante a entrevista que apesar da aparente falta de sorte no amor, ela aprendeu o que não quer para seus relacionamentos futuros. E, como dizem, sorte no jogo, azar no amor, ou, no caso de Taylor, sorte na carreira, já que a cantora acaba de bater um recorde de vendas com o lançamento de seu novo álbum, Red.

"Eu aprendi quando sair, eu nunca perdi muito tempo com a pessoa errada e tenho orgulho disso", declarou ela, "Eu não posso lidar com alguém que quer frear um relacionamento ou precisa de espaço ou que trai. É uma questão de consciência, é senso comum. Se eu estiver nessa situação, se eu fosse eles, eu faria isso? Se a resposta é não, então eles não estão sendo justos comigo. Eu nunca mais quero estar em um namoro que não é justo".

"Eu tive muitas situações sombrias e sinuosas", continuou ela, provavelmente falando de um de seus ex-namorados, "O suficiente para perceber que quando alguém mostra sinais de evocar sentimentos sombrios e confusos, não é interessante para mim".

Taylor Swift, Conor Kennedy

WENN.com

E o que é preciso para que Swift se apaixone? "Eu preciso daquela faísca inexplicável. Eu preciso ver a pessoa e pensar ‘Ah não'. Só aconteceu algumas vezes em minha vida, mas eu acho que se for para ficar com alguém para sempre, seria porque vi a pessoa e pensei ‘Ah não'".

O motivo do término do namoro com Conor não foi comentado por nenhum dos dois, mas segundo uma fonte da Us Weekly, o principal motivo seria a distância. "Eles estavam em caminhos muito diferentes recentemente. Foi a distância. Sem ressentimentos, eles estão bem", disse a fonte à revista. Quanto aos ressentimentos, só poderemos comprovar no futuro, quando Taylor lançar um próximo álbum.

Relembre os outros namorados de Taylor Swift:

Taylor Swift, Jake Gyllenhaal

Swarbrick/INFphoto.com

Taylor Swift, John Mayer

Dimitrios Kambouris/Getty Images

Taylor Swift, Cory Monteith

Rick Diamond/Getty Images

Taylor Swift, Taylor Lautner

Jean Baptiste Lacroix/Getty Images

Joe Jonas, Taylor Swift

Ryan Pierse/Getty Images; Frazer Harrison/Getty Images for ABC

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.