Joseph Gordon-Levitt, Premium Rush

Columbia

Joseph Gordon-Levitt pode até ser mais conhecido por filmes românticos como 500 Dias Com Ela, mas o ator tem construído muito bem um nome nos filmes de ação, como Inception, Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge e Looper, que ainda está para estrear.

Mas, se você perguntar, seu papel mais desafiador até agora foi Wilee, um mensageiro que se envolve em uma sórdida perseguição quando, acidentalmente, começa a transportar um pacote muito, muuuito desejado, em Premium Rush.

"Fisicamente, apenas quanto ao desafio físico, esse foi o mais difícil", explicou Gordon-Levitt durante a coletiva de imprensa do filme, que aconteceu em Hollywood, "Inception seria o segundo, mas eu estava de bicicleta todos os dias, o dia todo. O filme inteiro é em uma bicicleta. Inception tem tomadas legais de ação, mas esse é o filme inteiro".

A companheira de elenco do ator Dania Ramirez também se lembrou do exaustivo treinamento para o filme, e explicou, "Nos treinamos por umas seis semanas antes de irmos para Nova York... Era para ficar com resistência, porque não podíamos ficar sem fôlego. Então tínhamos que terminar a cena e continuar tudo muito rápido".

E, claro, como todo bom filme de ação, Joseph ficou com uma cicatriz para não esquecer de seu período no set – e ela até ganhou uma menção nos créditos!

"Foi meio que um acidente. Eu deveria começar dizendo que todos no seu – Dave [Koepp], o diretor e todos envolvidos – estavam muito conscientes da segurança", disse o ator ao E! News, "Foi uma tempestade perfeita e muita coisa dando errado de uma vez. Para resumir, um diplomata atravessou o nosso bloqueio. Em Nova York tem as Nações Unidas então há diplomatas dirigindo em todos os lugares".

"Não há regras para diplomatas", interrompeu Dania.

"Eles podem infringir a lei. Então ele passou pelos cones e pelos policiais e passou bem onde estávamos indo, basicamente eu terminei atravessando a janela de trás de um taxi e levando 31 pontos", continuou Joseph, "Todos estavam preocupados, é claro... Eu estava cheio de adrenalina quando aconteceu, não senti nenhuma dor quando meus braços abriram. Então foi meio, ‘Oh meu Deus, Jesus! Eu estou bem!' e Dave ficou correndo perguntando se eu estava Ok, ele estava apavorado e eu dizia, ‘você tem que gravar isso, é loucura!'".

E ele deve ser bem resistente, porque Dania contou que "ele estava trabalhando no dia seguinte, com um sorriso no rosto".

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.