Caterine Ibargüen

EFE

O que espera uma medalhista olímpica nas primeiras horas após a sua vitória? No caso da atleta sul-americana Caterine Ibargüen, que ganhou a terceira prata olímpica para seu país na disciplina de salto triplo, muitas pessoas podem ter pensado que seus esforços heróicos seriam recompensados ​​com uma celebração digna de uma atleta de seu nível ou ao menos com uma noite de descanso profundo e merecido. No entanto, a realidade torna-se diferente, já que nos dias de hoje, nenhuma figura pública que se preze pode ganhar uma medalha olímpica e tentar passar despercebida pela mídia.

O fato é que Caterine resolveu continuar trabalhando até altas horas da manhã, porque atender a imprensa agora é mais uma tarefa de rotina no trabalho de todo atleta de elite. Desde a ascensão ao pódio e até a hora que foi dormir em seu quarto na Vila Olímpica, passaram intermináveis horas ​​em que, trabalhava ao ritmo frenético das atividades públicas, recebeu muitos parabéns e demonstrou como se sentia emocionada em diversas ocasiões.

"Caterine esta durante toda a manhã dormindo e descansando, pois foi deitar por volta das quatro ou cinco horas da manhã. Nós não tivemos tempo para lhe preparar uma homenagem adequada nem celebrar seu triunfo, já que estávamos o tempo todo atendendo a imprensa em um hotel da cidade. E esta tarde continuaremos com os compromissos públicos".  Revelou Alberto Galbi, diretor de comunicação do Comitê Olímpico Colombiano, em conversa com a agência BANG Showbiz.

As altas expectativas que gera hoje a figura de Caterine não se limitam a obtenção da medalha de prata em Londres 2012, mas ao seu novo status como lenda ao se tornar a primeira medalhista olímpica na história do atletismo colombiano. Por esta razão, a saltadora terá poucos dias para saborear seu triunfo na cidade onde seu mito foi realizado, já que logo deixará a capital britânica ruma a uma Colômbia que a espera de braços abertos.

"Dois dos nossos medalhistas já voltaram, e Caterine fará o mesmo nos próximos dias. Já que na Colômbia, lhe esperam as homenagens e a recepção do presidente (Juan Manuel Santos) para todos os nossos atletas. Tivemos muito pouco tempo para as celebrações em Londres'', acrescentou o próprio líder.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.