michael jackson

AP PHoto / Aaron Lambert

Michael Jackson morreu há três anos, mas o Rei do Pop ainda causa polêmica.

Alguns de seus familiares, no caso: Janet, Jermaine, Rebbie, Tito e Randy, enviaram uma carta a John Branca e John McClain, os dois responsáveis por supervisionar as propriedades do falecido cantor, acusando-os de ter fraudado o patrimônio de Michael.

"ISSO TEM QUE ACABAR AGORA: CHEGA!!", dizem os irmãos do cantor na carta que foi obtida pelo E! News, "Suas buscas impiedosas por riqueza, fama e poder às custas de nossa família, cujo mais profundo desejo é dar ao mundo o presente da esperança, amor e união com a nossa música".
Entretanto, um comunicado enviado ao E! News pelo porta-voz Jim Bates nega tal afirmação.

"Não há dúvidas sobre a validade do patrimônio de Michael e a seleção dos supervisores foi completamente aprovada há dois anos, quando uma intimação foi rejeitada pela Corte Superior de Los Angeles e pela Corte Suprema da Califórnia", diz o comunicado, que ainda afirma que os únicos familiares do cantor que foram citados foram sua mãe e seus três filhos.

"Estamos tristes que acusações falsas e difamatórias, que são baseadas em conspirações da internet, estão sendo feitas agora por membros da família de Michael, que ele escolheu deixar fora de seu testamento", continuou o comunicado.

Paris Jackson, filha de Michael, postou em seu Twitter dizendo que ficará ao lado de sua família, mesmo que isso signifique ficar contra outros membros da família.

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.