Adele

Dave M. Benett/Getty Images

Em abril de 2011, Charlotte Neve, de 7 anos, sofreu uma hemorragia cerebral que a deixou em coma. Os médicos disseram a sua mãe Leila que começasse a se despedir, então a mãe, de 31 anos, se aproximou da filha na cama do hospital... e algo incrível aconteceu.

Leila começou a cantar Rolling in the Deep, da Adele, para sua filha (uma de suas músicas favoritas) e Charlotte reagiu com um sorriso.

Leila começou a cantar Rolling in the Deep, da Adele, para sua filha (uma de suas músicas favoritas) e Charlotte reagiu com um sorriso.

"Eu não podia acreditar", contou Leila ao The Telegraph. "Foi a primeira vez que ela respondeu a um estímulo desde a hemorragia. As enfermeiras ficaram surpresas e me pediram para continuar cantando, e ela sorriu novamente".

"Era como se ela estivesse reiniciando", disse a mãe. E depois de alguns tratamentos fisioterápicos ocupacionais, e terapia de fala, Charlotte estava pronta para voltar para casa. "Ela foi autorizada a voltar para casa por um final de semana para vermos como ela estava, e a primeira coisa que ela disse foi ‘lar doce lar'".

"Charlotte tem sido brilhante", disse Leila. "Ela é tão determinada e corajosa. Os médicos pararam de nos dizer o que ela seria capaz de fazer, porque ela tem nos surpreendido muito".

Parece que a música de Adele pode curar muito mais que um coração partido...

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.