Brad Pitt, Angelina Jolie, Chateau Miraval

AP Photo/Lionel Cironneau; Jason Merritt/Getty Images

Para Angelina Jolie e Brad Pitt o caminho até o casamento pode começar logo na porta da frente da casa deles.

Mas estamos falando de uma casa muito específica, no sul da França... Não só a propriedade de mil acres acomodaria uma super festa com tranquilidade, mas tem uma capela no térreo – e não é nenhuma estranha para o mundo do matrimonio.

LEIA MAIS: Os detalhes do casamento de Angelina Jolie e Brad Pitt

Tom Bove, que foi o dono do Chateau Miraval de 1992 a 2011 (Jolie e Pitt começaram a alugá-lo em 2008 antes da compra), contou com exclusividade ao E! News algumas particularidades que a cerimônia pode ter.

Vamos dizer... Parece o lugar perfeito para um altar.

"Miraval é absolutamente incrível", disse Bove, que é amigo do casal e definiu Angelina como "uma pessoa maravilhosa" e Brad como "muito esperto" e "com os pés no chão".

"São 2 quilômetros da estrada até a casa e depois mais 2 quilômetros até o final da propriedade", contou ele, "Então é muito remoto e bonito. E tem um cheiro especial – quando você passa por lá o ar tem o cheiro de jasmim, tomilho e alecrim"

Mas embora a propriedade da família Jolie-Pitt possa acomodar o Oscar, o Emmy e o Grammy ao mesmo tempo, apenas alguns poucos serão convidados para o casamento se o local escolhido for a capela do local.

Bove, cujo filho se casou lá, afirmou que a capela com estilo gótico francês – que foi construída em 1200 e foi reformada em 1880 – acomoda apenas 20 pessoas.

"O terreno melhorou desde que eles se assumiram o controle", disse Bove, "Eles diminuíram um pouco da floresta e renovaram algumas partes. Miraval tem 20 conjuntos de terraços pelo terreno, cada um com meia milha, eles são enormes e são dos tempos Romanos, e Brad começou a reconstruí-los. A propriedade tem sido bem cuidada desde então. É um grande lugar e usa muita energia, e eu estou feliz por tê-la repassado a pessoas que vão manter um bom estado de conservação".

Ah, e a venda dos vinhos produzidos na propriedade também aumentou.

"Um dos vinhos que eles têm chama-se Pink Floyd", contou Bove, "Em homenagem a banda, porque eles gravaram The Wall no estúdio de gravação de Miraval. Para uma premiação musical da Suécia me pediram para escrever uma carta para celebrar o aniversário de 30 anos do ábum, e eu decidi nomear o vinho rose em homenagem a eles".

Só uma pergunta: O Roger Waters toca em casamentos?

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.