Elton John, Justin Timberlake

Jamie McCarthy/WireImage.com; Stephen Lovekin/Getty Images

Parece que a esperança de Elton John por ser interpretado por Justin Timberlake em seu filme biográfico é mais do que apenas um pensamento positivo esses dias.

O marido de Sir Elton John, David Furnish, contou ao E! News que os dois músicos têm conversado sobre o projeto...

E então, o que está impedindo?

"Estamos procurando por um diretor", disse Furnish na quarta-feira, 22, enquanto supervisionava a preparação para a festa beneficente do 20th Annual Oscar para a Elton John AIDS Foundation, "É importante que todos nós tenhamos a mesma visão".

"Elton e Justin já conversaram sobre isso", continuou ele, "Justin também disse que ele precisa se sentir confortável com o diretor e que o diretor precisa se sentir confortável com ele. A química é realmente importante. Não há pressa para fazer isso. Nós vamos levar tempo para fazer direito".

A lenda do Crocodile Rock contou ao Los Angeles Times no mês passado que Justin Timberlake é o "Número 1" em sua lista de desejos por ter feito um trabalho incrível interpretando ele no vídeo de David LaChapelle de Rocket Man.

E essa história de vida pode não acabar nos cinemas, "Nós não descartamos um musical [na Broadway]", disse Furnish, "Mas queremos fazer o filme primeiro".

Por enquanto, John e Furnish têm a festa do Oscar para pensar. Mais de 800 pessoas irão se reunir no domingo, 26, na grande tensa em West Hollywood. A banda Foster the People vai se apresentar, e a chef estrelada, Cat Cora, irá preparar a refeição que terá 5 pratos.

Entre as estrelas esperadas para a grande noite estão Lea Michele, Heidi Klum, Kim e Kourtney Kardashian, Liam Hemsworth, Leona Lewis e Adam Levine, além de muitos outros.

"Nós estamos criando uma visão – um mundo sem AIDS", contou Furnish, "É a maior doença do mundo. Mais de 34 milhões são infectados, 1,3 milhão apenas neste país. Não chegou ao fim".

O evento anual já arrecadou cerca de US$225 milhões em duas décadas.

"A maior coisa que temos que abordar é o estigma", continuou ele, "As pessoas são estigmatizadas quando têm essa doença. São estigmatizadas até o ponto que têm medo de fazer o teste, têm medo de saber os resultados e não ter medicamentos. Temos que quebrar este ciclo".

 

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.