Christian Bale screengrab

Christian Bale ainda insiste que ele não é o corajoso da história, mas teremos que dar um pouquinho de crédito a este grande ator por sua bravura.

Bale está na China para promover seu novo filme The Flowers of War, um drama sobre a guerra de 1930 em Nanjing. Mas, tudo começou a pegar fogo quando o vencedor do Oscar decidiu visitar o ativista e advogado Chen Ghuangcheng, homem cego que vive sob prisão domiciliar desde que foi solto da prisão ano passado após ser condenado por atrapalhar o trânsito durante um protesto.

 E os guardas, que ficam de plantão na porta da casa de Chen, não gostaram muito da visita de Bale, como mostra a CNN, que foi junto com o ator para a vila de Dongshigu- leste da China.

"Estou aqui para ver Chen Guangcheng", disse Bale em inglês para os guardas, enquanto um dos guias traduzia as palavras do ator.

Os guardas não deixaram a equipe passar e só falavam, "Vão embora!". Alguns até empurram Bale e sua equipe para fora da propriedade!

Bale até filmou uma parte da confusão e perguntou, "Por que eu não posso visitar este homem livre?". Os guardas não gostaram e arrancar a câmera das mãos do ator.

Sem sucesso, todos voltaram para o carro. Bale explicou, "O que eu queria era conhecer o cara, apertar sua mão e dizer como ele é uma inspiração".

"Não sou corajoso ao fazer isso. As pessoas locais que estão enfrentando as autoridades, que está visitando Chen e sua família e acabam sendo agredidos e até presos... Quero apoiá-los".

  • Share
  • Tweet
  • Share

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.