Acusado de canibalismo, Armie Hammer vai para reabilitação

Após negar uma acusação de estupro em março, Armie Hammer entrou em uma clínica para lidar com problemas envolvendo drogas e sexo.

por Lindsay Weinberg | Traduzido Por Guilherme Della Negra | 09 jun, 2021 17:46Tags
Armie HammerJordan Strauss/Invision/AP/Shutterstock

Armie Hammer está procurando ajuda profissional para lidar com alguns problemas pessoais, de acordo com várias fontes da revista Vanity Fair.

O ator de The Social Network saiu das Ilhas Cayman, onde ele passou boa parte da quarentena, para entrar em uma clínica de reabilitação para tratar "problemas com drogas, álcool e sexo", de acordo com três fontes anônimas da publicação.

Ele chegou no aeroporto de Grand Cayman no dia 29 de maio para deixar o local pela primeira vez desde que foi acusado de estupro em março, algo que ele nega ter feito.

Hammer entrou na clínica no dia 31 de maio e está internado há uma semana, disse outras duas fontes da Vanity Fair, adicionando que ele tem o apoio da ex-esposa, Elizabeth Chambers, e de sua família.

Hammer e Chambers anunciaram o divórcio publicamente no meio do ano passado. Uma fonte próxima de Chambers depois disse para o E! News que, há dois anos, o ator confessou que traiu ela mais de uma vez. Ele quis fazer o casamento funcionar e eles até chegaram a fazer terapia de casal, a fonte adicionou.

leia também
Ex de Armie Hammer detalha relação aberta e práticas de BDSM com o ator

Na matéria da Vanity Fair, uma fonte - que é descrita como um amigo da família de Hammer - compartilhou que o astro de Call Me By Your Name "está comprometido em ficar saudável e ter a custódia das crianças". O "amigo próximo" continuou: "Esse é um sinal claro de que ele está tomando controle da vida dele novamente e ele sabe que esse é um passo adiante".

Hammer estava envolvido em controvérsia desde janeiro, quando ele comentou sobre os rumores de que mandou mensagens falando de suas fantasias sexuais para algumas garotas. "Eu não vou responder essas mentiras", disse ele em um comunicado, chamando a situação de "um ataque online sem escrúpulos contra mim".

Matt Baron/REX/Shutterstock

Então, em março, a advogada Gloria Allred e a sua cliente, que o primeiro nome é Effie, fizeram uma reunião na qual Effie afirmou que começou a namorar Hammer em 2016, quando tinha 20 anos. "Ele abusou de mim mentalmente, emocionalmente e sexualmente", disse ela, adicionando: "No dia 24 de abril de 2017, Armie Hammer me estuprou violentamente por quatro horas em Los Angeles".

Hammer negou as acusações em um comunicado de seu advogado, Andrew Brettler. O advogado disse em um comunicado: "Desde o primeiro dia, Mr. Hammer afirmou que as suas interações com [Effie] - e qualquer outra parceira sexual - foram completamente consensuais e discutidas previamente".

Como resposta à notícia de que Hammer está procurando tratamento, Allred divulgou um comunicado escrito por Effie para o E! News, que diz: "Apesar de eu estar grata de que Armie finalmente está indo atrás da ajuda que eu implorei para ele ter por tanto tempo, isso não acaba com toda a imensa dor e sofrimento que ele me causou".

No mesmo dia, um representante do departamento de Polícia de Los Angeles confirmou para o E! News que Hammer é o "principal suspeito" em uma investigação envolvendo estupro e assédio sexual.

No mês passado, Hammer reapareceu nas Ilhas Cayman, onde ele foi visto jantando em um restaurante com amigos. Na época, um representante da polícia disse que não haviam atualizações na investigação. O E! News pediu por mais informações no dia 8 de junho e não obteve resposta.

Com o surgimento dos recentes escândalos, o pai de dois desistiu de alguns projetos de Hollywood, incluindo os filmes Shotgun Wedding e The Offer.

O E! News tentou entrar em contato com o advogado de Hammer, mas ele também não respondeu. Vale dizer que ele também não respondeu a Vanity Fair quando a revista pediu por esclarecimento.

fotos
As celebridades que já passaram pela reabilitação