Juliana Paes rebate críticas após ser "agredida" por atriz: "Não sou bolsominion"

A atriz foi detonada nas redes sociais e até fez vídeo para rebater críticas de outra atriz!

por Sally Borges 03 jun, 2021 13:44Tags
Recomendado para você: Juliana Paes rebate críticas após ser "agredida" por atriz: "Não sou bolsominion"

Juliana Paes se envolveu em enorme polêmica nas redes sociais. Nesta quarta-feira, 3, Juliana, que já foi cobrada sobre seu posicionamento político, defendeu a médica Nise Yamaguchi, que depôs na CPI da Covid, e foi detonada pelos internautas.

A atriz criticou a forma como a médica oncologista foi tratada e, em seus Stories no Instagram, escreveu: "Certa ou errada... não importa! Intimidação, coação, fala interrompida... mulher merece respeito em qualquer ambiente".

Vale lembrar que um dos pontos principais no depoimento de Nise foi sobre as acusações de que ela teria sugerido mudanças na bula da cloroquina, com o intuito de que o medicamento fosse usado contra a Covid-19 no país.

leia também
Juliana Paes e família pedem que todos fiquem em casa após coronavírus

Depois do post, Juliana foi detonada nas redes sociais, especialmente no Twitter, onde acabou sendo chamada de "bolsominion" por demonstrar seu apoio a uma "médica negacionista", da equipe do atual presidente, Jair Bolsonaro.

E, então, horas depois, ela compartilhou um vídeo rebatendo críticas e, sem citar nomes, disse ter sido "agredida" pelas palavras de outra atriz.

"Cara colega, apesar de eu ter sido agredida por suas palavras caluniosas, de ter sido invadida pela sua mensagem de noite, de ter sido acusada de ser covarde, desonesta, criminosa, eu me dispus a te responder por todas as cenas que eu me emocionei do seu lado".

Juliana contou ser a favor da compra de vacinas contra a Covid-19 para combater a pandemia e defendeu a posição daqueles que precisam trabalhar, não podendo fazer isolamento social.

"Eu discordo de você sobre a minha posição, já falei publicamente sobre querer vacinas, mas eu não vou fazer isso todos os dias. Fui a primeira a pedir que as pessoas ficassem em casa, quando você ainda nem estava tão preocupada, mas agora não me sinto no direito de pedir para as pessoas ficarem sem trabalhar", disse ela.

leia também
Juliana Paes confessa que odiou colocar botox

"Você critica a minha escolha de não militar, publicamente, escolhendo um dos lados políticos nesse debate todo, então deixa eu te falar sobre o que eu penso. Estamos vivendo um dos momentos mais nebulosos. O mundo inteiro está angustiado. Qualquer assunto é politizado. É um maniqueísmo. Eu não sou bolsominion, como adoram acreditar".

E a atriz também chamou de "doentia" a divisão política no Brasil. "Eu não admito ser colocada em nenhum desses dois polos. Não quero contribuir para essa polarização doentia. Não nesse momento obscuro, onde o ódio reverbera mais. Ou você é isso ou é aquilo. Isso não existe. Somos múltiplos", finalizou.

Agatha Moreira concordou com a afirmação de Juliana na rede social e também foi parar entre os assuntos mais comentados do Twitter.

Enquanto isso, os internautas tentam adivinhar para qual atriz teria sido feito o vídeo. Muitos acreditam ter sido Samantha Schmütz, que fez post explicativo após a declaração de Juliana.

"Gente, quem não tá falando, não é porque tá em cima do muro. É porque tá do outro lado mesmo, o lado que dá vergonha de tá. Por isso silencia", dizia a mensagem republicada. Vale lembrar também que Samantha e Juliana atuaram juntas, como duas irmãs, em Totalmente Demais, exibida em 2016 pela Globo.