Tom Veiga relatou agressão da esposa para empregada: "Tentou me matar"

Segundo o colunista Leo Dias, o depoimento de Josenilde de Cássia Santos Silva, está registrado em cartório do Rio.

por Miriam Kaibara 06 abr, 2021 21:24Tags
Recomendado para você: Tom Veiga relatou agressão da esposa para empregada: "Tentou me matar"

Após Leo Dias revelar que família de Tom Veiga pediu a exumação do corpo do artista após suspeita de envenenamento, o colunista traz mais revelações nesta terça-feira, 6. Segundo matéria do jornalista no site Metrópoles, a empregada de Tom, Josenilde de Cássia Santos Silva, disse que o ator revelou agressões da esposa, Cybelle Hermínio Costa.

A coluna teve acesso ao depoimento registrado em cartório, no Rio, em dezembro de 2020, onde Josenilde detalha brigas físicas e verbais do casal e revela que Tom tinha medo de morrer.

A empregada contou que tinha muita admiração pelo patrão e que ele a via como uma pessoa de confiança, e por isso, chegou a confidenciar assuntos de sua vida pessoal.

leia também
Família de Tom Veiga pede exumação do corpo após suspeita de envenenamento

Josenilde afirma que em briga do dia 4 de setembro, Tom levou "surras" da esposa e teve que fugir de casa somente com a roupa do corpo. 

"Ele caiu no sofá e ela seguiu batendo nele e dizendo: ‘Reage seu c*zão, reage'. A todo tempo ela dizia que faria ele reagir para então acabar com a carreira dele. Ela também dizia para ligar para o advogado, pois ela queria o divórcio", diz o trecho do depoimento.

O ator teria dito à empregada que seguiu apanhando sem reagir, pois sabia que ela levaria o caso à mídia. Em seguida, Cybelle quebrou uma garrafa de vinho e partiu em direção dele. Nesse momento, Tom temeu por sua vida e fugiu com o carro, sem documentos, celular ou dinheiro. 

leia também
Ana Maria Braga revela sonho com Tom Veiga e leva Louro José ao Mais Você

No depoimento, a empregada diz que Cybelle deixou a casa uma semana após a briga e Tom trocou todas as fechaduras, além de avisar ao condomínio que sua entrada estava proibida.

Josenilde revela que ao falar sobre a briga, Tom dizia: "Ela [Cybelle] tentou me matar. Ela tentou me matar. Ela ficou um monstro e, eu, uma formiguinha. Se eu não saísse, ela ia acabar com a minha vida. Do jeito que ela estava descontrolada, a vontade dela era acabar com a minha vida".

Por fim, a empregada disse que o ator, que vivia à base de calmamtes, "sempre dizia que estava com maus pressentimentos".