Rupert Grint revela a única coisa que o faria retornar à franquia Harry Potter

Em recente entrevista, o ator explicou a única razão que ele consideraria retornar ao mundo mágico de Harry Potter.

por Mona Thomas | Traduzido Por Sally Borges | 19 mar, 2021 21:19Tags
Recomendado para você: Rupert Grint revela a única coisa que o faria retornar à franquia Harry Potter

Rupert Grint daria vida novamente a Ron Weasley sob uma condição! Em nova entrevista à Esquire, publicada nesta sexta-feira, 19, Rupert revelou a sua única maneira de voltar para as câmeras ao lado de seus colegas de Harry Potter.

"Acho que voltar agora seria... não consigo imaginar. Mas, quero dizer, nunca diga nunca. Seria apenas se todos os outros quisessem fazer o mesmo. Mas sim, não – apenas deixe acontecer", explicou o ator.

Grint explicou que filmar todos os oito filmes mágicos ao lado de Daniel Radcliffe e Emma Watson por mais de uma década de sua vida foi diferente de qualquer outra experiência.

"Foi uma experiência única pela qual todos nós passamos. E ninguém realmente entende e pode se relacionar com isso, exceto nós. Quase como astronautas. Tipo um experimento estranho, eu acho", brincou ele.

leia também
Tom Felton conta segredos dos bastidores ao ver Harry Potter pela primeira vez

Embora reconhecesse o valor dos filmes para sua carreira e relacionamentos pessoais - formando um vínculo profundo com Radcliffe e Watson -, o astro admitiu que sentiu que "atingiu o pico" logo no início por causa do papel. 

"Eu meio que cheguei ao auge muito cedo, eu acho. Não estava com muita pressa de fazer o máximo de coisas que podia. E acho que quando comecei a fazer um pouco de teatro, foi quando recebi um pouco do amor de volta".

Stephen Lovekin/Getty Images

Fora do trabalho, Grint detalhou as lutas que ele e sua parceira Georgia Groome estão enfrentando enquanto criam sua filha de 9 meses em meio à pandemia de coronavírus em curso.

Ele se lembrou de uma época em que a mão do bebê de repente ficou roxa. "Nós estávamos absolutamente tipo,‘ O que diabos está acontecendo?'. Você pensa o pior e é... eu não quero entrar em detalhes, mas a primeira noite foi simplesmente aterrorizante. Você não consegue dormir, apenas checando constantemente se ela está respirando".

"Dormir, em geral, para mim, é algo com o que realmente tenho lutado. Acho que quando criança, as pessoas sempre diziam, 'Eles morreram durante o sono', então sempre pensei que dormir era muito perigoso, uma coisa perigosa", finalizou.