Demi Lovato diz que teve que "morrer para acordar" após overdose

A cantora concedeu entrevista ao Sunday Morning e revelou detalhes sobre a overdose quase fatal em 2018. Confira abaixo.

por Samantha Schnurr | Traduzido Por Sally Borges | 19 mar, 2021 17:50Tags
Recomendado para você: Demi Lovato diz que teve que "morrer para acordar" após overdose

Demi Lovato promete revelar detalhes íntimos sobre sua vida, inclusive sobre a overdose quase fatal em 2018. Em prévia de uma entrevista ao Sunday Morning, Demi refletiu sobre o ocorrido em conversa com Tracy Smith.

"Os médicos me disseram que eu tinha de cinco a dez minutos... Se ninguém me tivesse encontrado, então eu não estaria aqui", disse a cantora.

Felizmente, não foi isso que aconteceu. "Sou grata por estar sentada aqui hoje", acrescentou a estrela, que também concedeu entrevista à Smith em 2016.

Na época, elas discutiram o vício de Demi, as reabilitações e o caminho para sua recuperação. "Tivemos uma conversa semelhante em 2016", disse a repórter da CBS para a cantora. "O que aconteceu?".

leia também
Demi Lovato revela que sofreu três derrames e ataque cardíaco após overdose

E a musa, agora com 28 anos, respondeu: "Eu provavelmente tinha 24 quando fizemos a entrevista... Estou me recuperando de um monte de coisas e estou sóbria há muitos anos, mas ainda estou miserável. Pela primeira vez na minha vida, [eu] essencialmente tive que morrer para acordar".

Na época da entrevista, em 2016, Demi disse que seria "legal que eu seja bem-sucedida, mas a coisa mais bem-sucedida que fiz foi ser capaz de vencer o meu vício e estar sentada viva na sua frente hoje".

Agora, quase três anos após ter enfrentado a morte, Lovato revisitou seu vício em drogas e como tudo se desenrolou nos bastidores para um documentário do YouTube, Demi Lovato: Dancing With the Devil, que estreia dia 23 de março.