Anitta discute com Rick Bonadio após crítica sobre funk no Grammy

Cantora rebateu os comentários do produtor sobre o funk brasileiro. Veja os detalhes!

por Miriam Kaibara 15 mar, 2021 17:53Tags
Recomendado para você: Anitta discute com Rick Bonadio após crítica sobre funk no Grammy

Anitta e Rick Bonadio estão dando o que falar no Twitter nesta segunda-feira, 15. Anitta e Rick começaram uma discussão na rede social após o produtor criticar a presença do funk brasileiro no Grammy 2021.

Na noite desse domingo, 14, Cardi B apresentou o hit "WAP" no palco da premiação com direito a trecho de uma versão remix funk de Pedro Sampaio

"Ontem no Grammy a @iamcardib mostrou o PIOR tipo de música produzida no país e a galera ta comemorando? Vamos valorizar o que deve ser valorizado! O Brasil tem muita música boa de verdade", disse ele no Instagram.

"Não tenho nenhuma intenção de criar polêmica muio menos desmerecer o trabalho de ninguém. Espero que evoluam e entendam as críticas. Só aplauso pode ser alienação", iniciou o produtor no Twitter.

"Eu sinto a necessidade de criticar algumas situações porque vejo uma alienação generalizada. O Funk precisa evoluir. Os funkeiros precisam ousar evoluir musicalmente para crescer. Não se pode fazer o mesmo sempre porque isso dá certo. Meu post anterior não teve a intenção destrutiva".

leia também
Pedro Sampaio faz convite à Cardi B após cantora tocar seu remix no Grammy

Em seguida, Rick critica o conteúdo das letras e a relação do funk com a "cultura do país".

"Não dá pra aceitar que sempre a mesma batida com letras de putaria seja algo necessário ou a 'cultura do país' . De qualquer forma eu respeito todos do funk por suas batalhas e vitórias. Desculpem se ofendi, nunca é minha intenção", afirmou. "O que eu espero é que ao fazer sucesso o funkeiro busque melhorar, estudar música, letra e crescer musicalmente para então tornar o gênero crossover definitivamente mas com qualidade".

leia também
Anitta e Lipe Ribeiro postam no mesmo resort, mas evitam posar juntos

Anitta, não gostou nada dos comentários feitos pelo produtor e o rebateu no Twitter.

"Tenho uma sugestão top pra você também. Escolhe um ritmo brasileiro à sua altura, faz uma música e exporta pro mundo. É facin... e rápido... E de uma hora pra outra, claro, não dá pra começar com míseros segundos no Grammy. Quando você chegar lá a gente comemora com você", escreveu a cantora.

"'Essa é a merda que o Rio nos manda!'... 2021? Não! Apenas um dos milhares de comentários pejorativos dos 'entendedores' de cultura na época em que a grande Bossa Nova foi lançada. Mulher dando de ombros será que já vi esse filme? Estudei, então já vi".

Após Rick falar que o funk tem batida repetitiva, ela dispara: "Mesma batida? Você deve ter parado de pesquisar desde seu último álbum de sucesso. Mesmas letras? Aceito. Porém infelizmente cada um canta uma letra compatível com o nível educacional e cultural que lhe é oferecido. Nesse caso, pelo governo brasileiro para com suas comunidades".

leia também
Billie Eilish nos representou assistindo Harry Styles no Grammy

O produtor então decide responder Anitta: "Nem faz sentido essa conversa @Anitta. Cada um na sua. Meu papel é criticar e forçar a evolução. Faço isso todos os dias dentro do estúdio há mais de 30 anos e sempre para o lado positivo. Não sou artista. Estamos em mundos completamente diferentes. Não disputo nada com você".

"Que sorte a sua que não tá competindo nada comigo. Críticas construtivas vem embasadas em estudo. Forçar a evolução é fazer alguma coisa, ao invés de tecer comentários negativos sobre quem tá fazendo. Há mais de 30 anos no seu estúdio e não conseguiu exportar um ritmo do Brasil pro MUNDO sem que você estivesse ganhando dinheiro por isso. Que sorte que não ta competindo comigo", disse a musa.

leia também
Beyoncé quebra recorde como mulher mais premiada da história do Grammy

A dona do hit "Me Gusta" continuou a falar sobre o assunto na sua página, ressaltando que o funk "é um ritmo que sustenta milhares de famílias sem prejudicar a ninguém".

Ela também adicionou que "é MUITO necessário resistir a esse tipo de comentário. São de pequenas opiniões assim que as coisas crescem aos poucos e podem virar cruciais no futuro". Veja abaixo: