Pai de Meghan Markle em Suits se explica após chamar entrevista de "insignificante"

O ex-colega de Meghan Markle na série revelou o que disse à ex-atriz para tentar amenizar o clima após criticar entrevista.

por Lindsay Weinberg | Traduzido Por Sally Borges | 11 mar, 2021 15:05Tags
Recomendado para você: Pai de Meghan Markle em Suits se explica após chamar entrevista de "insignificante"

Wendell Pierce, que viveu Robert Zane em Suits, esclareceu seus verdadeiros pensamentos sobre a entrevista de Meghan Markle à Oprah Winfrey.

Inicialmente, o ator que interpretou o pai de Meghan na série de sucesso disse que era "insensível e ofensivo sermos todos cúmplices desse tipo de fofoca do palácio", quando falou à rádio LBC na terça-feira, 9. "Em meio a tantas mortes, acho que é insignificante", disse ele, durante a pandemia.

"Hoje, 3.000 pessoas vão morrer na América por causa de Covid. Algumas centenas de pessoas vão morrer nesta hora no Reino Unido. Estamos no meio de uma pandemia, que a uma ponto antes dessas vacinas, pensei que poderia ser um evento de extinção se não descobríssemos uma maneira de impedi-la".

No dia seguinte, na quarta-feira, 11, Wendell tentou amenizar o clima e explicou que não tinha má intenção em relação à Duquesa de Sussex.

leia também
O texto que Meghan Markle enviou à Oprah enquanto se transmitia a entrevista

"Acabei de descobrir que minhas palavras estão sendo usadas como um ataque. Muito bem, Imprensa britânica. Clareza: a monarquia britânica é arcaica aos meus olhos americanos. Se a escravidão, o colonialismo e o apartheid não o educaram que são racistas, você falhou na história".

Wendell afirmou que conseguiu falar com Meghan para oferecer seu apoio. "Tive a sorte de dizer a Meghan pessoalmente que desejo a ela tudo de bom", seguiu ele no Twitter. "Prevendo esse redemoinho horrível, eu também disse a ela que ela sempre teria um amigo em mim. Porque eu não tinha interesse na entrevista, não muda isso".

Ben Mark Holzberg/USA Network/NBCU Photo Bank

"Como eu disse a Meghan, eu a apoio e desejo a ela tudo de bom. De forma alguma sou insensível ao suicídio. Infelizmente, minha família sofreu a dor de perder alguém para o suicídio".

É uma referência a um momento da conversa em que Meghan se abriu com Oprah sobre a possibilidade de suicídio há dois anos. "Eu tive vergonha de dizer isso na época e vergonha de ter que admitir para Harry, especialmente porque sei quantas perdas ele sofreu. Mas eu sabia que, se não dissesse, o faria. Só não queria mais estar viva. Esse pensamento era claro, real, assustador e constante".

Saiba aqui o sexo do segundo bebê de Meghan e Harry.