Palácio de Buckingham investiga acusações de funcionários contra Meghan

O Palácio se pronunciou sobre as reclamações de empregados contra a Duquesa de Sussex. Confira!

por Corinne Heller | Traduzido Por Miriam Kaibara | 03 mar, 2021 21:30Tags
Recomendado para você: Palácio de Buckingham investiga acusações de funcionários contra Meghan

O Palácio de Buckingham iniciou uma investigação sobre suposto assédio moral que Meghan Markle teria cometido contra seus ex-funcionários na realeza. Em comunicado, a equipe do Palácio revelou que está preocupada com as alegações sobre Meghan.

Nessa terça-feira, 2, o jornal The Times revelou que os ex-principais assessores do casal em 2018 fizeram uma reclamação sobre assédio moral cometido por Meghan, alegando que ela supostamente expulsou dois assistentes pessoais  e destruiu a confiança de um funcionário. Os episódios teriam acontecido anos antes do casal anunciar sua decisão de se afastar de seus deveres reais. 

"Nós estamos claramente muito preocupados sobre as acusações no The Times, após reclamações feitas por ex-funcionários do Duque e da Duquesa de Sussex", disse o Palácio em comunicado nesta quarta-feira, 3. "Conseqüentemente, nossa equipe de RH analisará as circunstâncias descritas na matéria. Membros da equipe envolvidos na época, incluindo aqueles que deixaram a empresa, serão convidados a participar para ver se as lições podem ser aprendidas. A Royal Household tem uma política de Dignidade no Trabalho em vigor há vários anos e não tolera e não tolerará intimidação ou assédio no local de trabalho".

leia também
Meghan Markle usa joia de Princesa Diana em entrevista com Oprah

Após as acusações, Meghan e Harry se pronunciaram em comunicado: "A Duquesa está triste por esse último ataque ao seu caráter, particularmente como alguém que tem sido alvo de assédio moral e está profundamente comprometida em apoiar aqueles que passaram por essa dor e trauma. Ela está determinada a continuar seu trabalho construindo compaixão ao redor do mundo e vai continuar lutando para ser um exemplo por fazer o que é certo e fazer o que é bom".

Shutterstock

A recente reportagem do The Times mostra alegações similares das publicadas pela imprensa britânica, em 2018, quando ela estava grávida de seu filho mais velho, Archie, que agora tem quase 2 anos. O casal não comentou as acusações na época.

Em documentário da ITV, de 2019, Meghan se emociona ao falar sobre o tratamento que recebeu da imprensa logo após se tornar mãe. Harry, que perdeu a mãe em acidente de carro em 1997, disse: "Eu não vou ser intimidado em um jogo que matou minha mãe". No último mês, Meghan ganhou uma batalha na Justiça contra um tablóide britânico.

A cobertura negativa da mídia sobre a ex-atriz é uma das razões pela saída real do casal e sua mudança do país natal de Harry. O duque e a duquesa de Sussex agora moram na Califórnia, perto de Santa Bárbara.

"Eu estou muito aliviado e feliz em estar sentado aqui, falando com você, com minha esposa ao meu lado. Porque, eu não posso imaginar como deve ter sido pra ela passar por esse processo sozinha todos esses anos, porque tem sido inacreditavelmente difícil para nós dois, mas pelo menos temos um ao outro", desabafou Harry, sobre a trajetória de sua mãe, Princesa Diana, em prévia da entrevista com Oprah Winfrey.

 

Momentos históricos do príncipe Harry e Meghan Markle