Equipe de Meghan Markle chama acusação de bullying real de "ataque a seu caráter"

Um porta-voz do Duque e da Duquesa de Sussex respondeu às alegações de que Meghan intimidava funcionários reais.

por Lindsay Weinberg | Traduzido Por Sally Borges | 03 mar, 2021 14:49Tags
Recomendado para você: Equipe de Meghan Markle chama acusação de bullying real de "ataque a sua personagem"

Meghan Markle está negando as últimas alegações sobre sua imagem. Na terça-feira, 2, o The Sunday Times publicou duas matérias citando fontes que alegam que Meghan intimidava pessoas que trabalhavam para a Família Real.

O jornal informa que alguns funcionários foram humilhados ou choraram por causa da esposa de Príncipe Harry. Os informantes afirmam que dois assistentes deixaram o Palácio como resultado desse suposto tratamento. 

"A Duquesa está entristecida por este último ataque a seu caráter, particularmente como alguém que foi alvo de bullying e está profundamente comprometida em apoiar aqueles que tem experimentado dor e trauma", disse o porta-voz do Duque e da Duquesa de Sussex ao E! News.

"Ela está determinada a continuar seu trabalho construindo compaixão em todo o mundo e continuará se esforçando para dar o exemplo de fazer o que é certo e fazer o que é bom".

Os advogados de Meghan disseram ao The Sunday Times que ela achava que sua equipe estava feliz e negaram que ela e o Príncipe Harry tenham intimidado sua secretária particular, Samantha Cohen. Quando uma fonte afirmou que Meghan "queria ser rejeitada" pela Família Real e voltar para a América do Norte, os advogados do casal negaram e disseram que ela queria se encaixar e ser aceita.

leia também
Meghan Markle usa joia de Princesa Diana em entrevista com Oprah

A agência também informou que o ex-secretário de comunicações do casal, Jason Knauf, fez uma reclamação em outubro de 2018, aparentemente para convencer o Palácio a proteger sua equipe. Fontes do The Sunday Times sugeriram que não havia investigação feita na época.

Shutterstock

Em resposta às acusações, os advogados de Meghan e Harry disseram que o jornal estava "sendo usado pelo Palácio de Buckingham para espalhar uma narrativa totalmente falsa" antes dos Sussex darem sua aguardada entrevista reveladora para Oprah Winfrey em 7 de março.

A CBS lançou um teaser chocante do especial no domingo, 28, no qual Harry diz:

"Eu estou muito aliviado e feliz em estar sentado aqui, falando com você, com minha esposa ao meu lado. Porque, eu não posso imaginar como deve ter sido pra ela passar por esse processo sozinha todos esses anos, porque tem sido inacreditavelmente difícil para nós dois, mas pelo menos temos um ao outro".

Em certo momento, Oprah pergunta: "Você ficou em silêncio ou foi silenciada?".

Uma fonte próxima a Harry e Meghan disse ao E! News que "a entrevista vai iluminar o que eles passaram. Meghan e Harry estão aliviados por estarem longe de tudo. Há muita tensão entre eles e a Família Real".

Após Oprah anunciar a próxima entrevista, a Abadia de Westminster revelou que a Rainha Elizabeth II se dirigirá ao país para o Dia da Comunidade no mesmo dia, 7 de março, durante o programa de TV A Celebration for Commonwealth Day; e isso levantou questões sobre se ela tentar ofuscar a narração de seu neto.