Billie Eilish revela ex-namorado aos fãs em documentário

Em "Billie Eilish: The World’s a Little Blurry", a cantora conta que esteve em uma relação com Brandon Quention Adams. Veja!

por Mike Vulpo | Traduzido Por Miriam Kaibara | 26 fev, 2021 19:31Tags
Recomendado para você: Billie Eilish revela ex-namorado aos fãs em documentário

Billie Eilish, que lançou single com Rosalía, fez uma rara revelação sobre sua vida amorosa. Em seu novo documentário, Billie Eilish: The World's a Little Blurry, Billie apresenta aos fãs seu ex-namorado Brandon Quention Adams. Chamado de Q, o rapper usa no palco o nome artístico de 7:AMP

"Ele está tão bem. Oh, meu Deus", disse a cantora olhando para uma foto do então namorado no celular.

Em outra cena, capturada momentos antes do lançamento de seu álbum de estreia, When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, a cantora disse ao namorado: "Eu te amo. Estou apaixonada por você".

Se você já assistiu ao documentário da Apple TV + ou simplesmente deseja saber mais sobre Q, o E! está aqui para te ajudar. Veja algumas curiosidades sobre rapper que conseguiu manter o relacionamento privado com a cantora—pelo menos até agora. Veja:

leia também
Pais de Billie Eilish consideraram levá-la à terapia por causa de Justin Bieber

Apoio do mozão: Ao lançar seu álbum de estreia sob o nome de 7: AMP, Q pediu à Billie para aparecer na capa. Quando o disco Bleaupro foi lançado em fevereiro de 2019, os fãs puderam ver que Billie aceitou o convite. 

Mantendo a privacidade: Q é um rapper de 24 anos que mora em Los Angeles e assinou contrato com o selo musical At Eaze Music Group. Para surpresa de alguns, o músico não é ativo nas redes sociais. Na verdade, Q já até desativou seu Instagram. 

Inspiração musical: de acordo com algumas matérias, Q expressou seu amor por Kanye West no Instagram antes de remover sua página. Na verdade, ele disse que Yeezus é um de seus álbuns favoritos.

MediaPunch/Shutterstock

Problemas no Coachella: no documentário de Billie, os espectadores viram que a cantora consegue ingressos para que o namorado pudesse apoiar sua apresentação, em 2019. No entanto, apesar de visitar o trailer da cantora, alguns fãs ficaram desapontados ao vê-lo distanciado da amada durante um show tão grande. 

O que deu errado: os fãs receberam algumas respostas da musa sobre o motivo do término do relacionamento.

"Eu simplesmente não estava feliz e não queria as mesmas coisas que ele queria, e não acho que isso seja justo para ele", explicou ela no documentário. "Eu não acho que você deveria estar em um relacionamento super animado com certas coisas que a outra pessoa nem mesmo se importava. Eu não acho que isso seja justo com você. Eu não achei que fosse justo com ele. E houve uma falta de esforço, eu acho. Eu literalmente pensei, 'Cara, você nem mesmo tem amor suficiente para se amar. Você não pode me amar, cara. E você não ama. Você pensa acha que ama'".

 

As provas de que Billie Eilish é mais parecida com você do que você imagina:

Quando ela foi honesta sobre as redes sociais:

"Eu lia todos os comentários de todas as fotos que me marcavam e respondia tudo o que me mandavam, mas agora eu mal consigo entrar no Instagram porque não sei mais lidar com isso", disse ela para a NME em janeiro. "Fod*-se tudo isso. Eu não quero ver as coisas horríveis que as pessoas falam. Eu não quero ler que eu deveria ter morrido ao invés de outro artista. É só eu não olhar o telefone que eu não dou mais atenção. Eu tive que deletar o Twitter em março por causa disso. Ninguém vence. Se alguém dissesse algo assim ao vivo, eu bateria nessa pessoa".

Quando ela falou sobre como realmente é a indústria musical:

"Essa indústria é horrível, mas se eu não estivesse fazendo isso eu seria muito triste, porque eu sempre quis isso", disse ela para a NME. "Não importa o quão horrível a fama é, muitas coisas fazem valer a pena, sabe?".

Quando ela falou sobre a demanda de sua carreira:

"Nós não podemos viver assim o resto da vida. Estávamos falando sobre isso outro dia. Eu disse: 'Tenho 17 anos, cara. Eu não posso viver assim para sempre, nem ele'", disse ela para a rádio Beats 1 em abril, afimrando que seu irmão acabou de comprar uma casa com a namorada e adotou um cachorro. "É um equilíbrio estranho, porque eu sei que quero crescer na vida, e crescer e ter uma vida. Mas eu já tenho a minha carreira... Estar em turnê, eu sei como funciona. Você viaja e seus amigos ficam tristes. Então, você fica fora tanto tempo que sua vida muda e eles continuam fazendo suas coisas. É igual quando alguém morre".

Quando ela falou sobre como se sente com suas roupas:

"Eu conversei com muitas artistas femininas sobre isso, porque se você não é uma artista feminina você provavelmente não pensa nisso", disse ela para a NME. "Se eu fosse um homem e estivesse usando essas roupas largas, ninguém falaria nada. Muitas pessoas falam: 'Se vista como uma garota pelo menos uma vez! Se você vestisse roupas justas você ficaria mais bonita e sua carreira ia ser mais bem sucedida'. Não seria não. Literalmente não seria".

Quando ela falou sobre lamentar a morte de um amigo controverso:

"Eu quero poder lamentar. Eu não quero ser julgada por isso", disse ela para o jornal The Independent em abril, sobre a reação dela ao assassinato do rapper XXXTentacion em 2018. "Eu não acho que eu mereço ser odiada por amar alguém que faleceu".

Quando ela falou sobre o quanto ama a série The Office:

"Quando eu acordo, eu coloco The Office. Se eu estou fazendo um Burrito, eu coloco The Office", disse ele para a Elle em março. "Eu preciso de distração para não pensar. É como terapia para mim. Eu tenho muito o que pensar e muitas pessoas que eu não quero decepcionar".

Quando ela falou como se sente sobre conselhos:

"Eu não acredito em conselhos", disse ela para a Rolling Stone. "Às vezes quando me dão conselhos, eu faço o contrário. Foi assim minha vida inteira. Ninguém vai entender o que você passou do jeito que você entende. Nunca".

Quando ela falou sobre o amor:

"Quando as pessoas mais velhas dizem: 'O que você sabe sobre amor?', eu penso: 'Mais do que você porque eu estou sentindo pela primeira vez e você não sente há muito tempo'", disse ela para a NME. "Isso não significa que ele é menos poderoso, mas definitivamente é um sentimento diferente. Eles estão acostumados a amar, se decepcionar, sentir dor e querer morrer, mas quando você é jovem tudo isso é novo e é bem assustador".

Quando ela falou sobre o estado em que o mundo está:

"Os adolescentes sabem mais sobre o país em que eles vivem do que nunca", disse ela para a NME. "O mundo está acabando e eu honestamente não entendo as leis que falam que você tem que ser mais velho para votar, porque eles vão morrer mais cedo e a gente vai ter que lidar com as escolhas deles. Isso não faz sentido para mim. Mas ver pessoas fazendo protestos pacíficos e não obedecendo é lindo".