Gabriela Versiani reflete sobre autoestima, preconceito e fãs de Kevinho

Em entrevista exclusiva ao E! Online Brasil, a namorada de Kevinho abre o jogo sobre sua vida pessoal. Confira!

por Sally Borges 01 fev, 2021 22:08Tags
Gabriela VersianiDivulgação

Gabriela Versiani esbanja simpatia e beleza por onde quer que passe, mas sua autoconfiança nem sempre foi assim! Em entrevista exclusiva ao E! Online Brasil, Gabi abriu o coração sobre autoestima, sexualidade, Big Brother Brasil e, claro, seu namoro com Kevinho.

Com mais de 2,4 milhões de seguidores no Instagram, a atriz e influenciadora preza pela sua personalidade forte sem deixar de escutar as emoções.

"Acho que a Gabriela Versiani é uma moleca, super corajosa, humilde, alegre, brincalhona, que acredita no melhor das pessoas e dá seu melhor todo dia", explica ela. "Me jogo em tudo que eu faço, sou coração demais, me deixou guiar pelos meus sonhos e emoções. Faço acontecer, corro atrás do que eu quero. Eu sou muito família, acho que é o bem mais precioso que a gente tem e eu valorizo muito isso". 

Mostrar sua essência nas redes sociais não é um trabalho árduo para a jovem de 22 anos; e muito menos entra em conflito com sua carreira artística. 

"Atuar é algo muito oposto ao que entrego nas redes sociais", conta Gabi. "Como influenciadora me sinto na obrigação de me entregar completamente na minha essência, sou completamente eu, não acredito que vale tudo por dinheiro justamente pelo meu ‘feeling' de seguir exatamente o que sou. Atuar é algo que exige de mim outro tipo de entrega, é como viver outra essência, algo desafiador que me apaixona".

A atuação, aliás, lhe fez ser uma pessoa "mais solta e aberta" e "menos tímida".

leia também
Kevinho revela quando ganhou primeiro milhão: "Eu tinha 18 anos"

Beleza em Pauta 

Quando o assunto é autoestima, a musa de Kevinho explica que também possui suas inseguranças com o corpo.

"Me sinto até mal em falar isso porque entendo meus privilégios por seguir um padrão de beleza – que na minha concepção não deveria nem existir –, mas obviamente ninguém está 100% satisfeito. Eu sou muito de dias, tem dias que estou me amando e outros nem tanto, mas hoje em dia sei que mesmo não estando completamente satisfeita está tudo bem. A perfeição pessoal nunca irá existir, acho que sempre acabamos identificando alguma coisinha que não nos satisfaz tanto".

Gabi já se submeteu a uma lipoaspiração, botox e preenchimento labial. "Não quero incentivar ninguém a fazer nada, mas não tenho vergonha alguma em falar o que já fiz. Temos que tomar cuidado para não cair em exageros que possam gerar arrependimentos".

Divulgação

BBB 

Com todas as polêmicas envolvendo os participantes do Big Brother Brasil 21, a atriz revela não ter ainda um favorito, mas admira a postura de Projota.

"Confesso que mesmo com o pouco tempo, já me decepcionei com algumas pessoas", explica ela. "Curto demais as atitudes do Projota, até esse momento minha torcida é dele. Mas nada definido, viu?".

E se entraria para o reality show? "Se eu tivesse que responder essa pergunta até pouco tempo antes de começar o BBB, eu diria que, com certeza, sim. Acho que é algo que agregaria bastante a minha carreira, mas depois que o programa se iniciou eu vejo que as pessoas não estão sendo elas mesmas por medo do cancelamento e não concordo com isso. Eu jamais deixaria de ser quem sou por opiniões externas".

Preconceito x Amor

A bela vive um relacionamento sério com Kevinho, mas é abertamente assumida bissexual. Ela, inclusive, já teve o nome envolvido com a DJ Bárbara Labres.

"A minha relação tanto com os fãs dele quanto com os meus é de muito amor e reciprocidade. Eu dou muito valor aos nossos fãs porque sei que sem eles não conquistaríamos nada do que temos e somos, devemos tudo a eles". 

E se já sofreu algum tipo de preconceito quanto à sua opção sexual, Gabi sabe que a melhor resposta para os haters é "mais amor, por favor".

Divulgação

"O preconceito e as críticas existem independente de orientação sexual ou da pessoa com quem você esteja. O julgamento acontece a todo momento", manda a jovem. "O que eu mais acredito no meu coração é que: o amor é livre, e o meu amor é! Eu aproveito cada ciclo e experiência com o mesmo amor e respeito. Meu público me apoia muito e a minha orientação sexual não é um problema pra eles, como não deve ser um problema pra ninguém!".

"Representatividade importa! Acho que é fundamental darmos opinião e nos posicionar sobre algo que nos representa. O que eu sou e o que somos não nos define, não agride e não invade a privacidade de ninguém, então, nada mais justo do que não invadirem a nossa. Enquanto existir o ódio por coisas tão naturais, irão existir mortes diárias de pessoas que só querem amar".