Lady Gaga emociona ao cantar hino dos EUA na posse de Joe Biden

A cantora aqueceu corações com sua interpretação de The Star-Spangled Banner, antes da posse do novo presidente e Kamala Harris.

por Natalie Finn | Traduzido Por Sally Borges | 20 jan, 2021 17:39Tags
Recomendado para você: Lady Gaga emociona ao cantar hino dos EUA na posse de Joe Biden

Lady Gaga emocionou os democratas nesta quarta-feira, 20. Gaga fez uma tocante apresentação do hino nacional dos Estados Unidos, durante a posse do novo presidente, Joe Biden, e sua vice, Kamala Harris, em Washington.

Acompanhada pelo Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, a estrela cantou The Star-Spangled Banner, pouco antes do juramento de posse de Biden e Harris, administrado pela juíza da Suprema Corte, Sonia Sotomayor.

A celebração não recebeu muitas pessoas devido à pandemia do coronavírus, porém a cantora mostrou seu talento musical.

Com sua voz estrondosa e de emocionar qualquer um, Gaga ainda deu um show de moda ao usar uma saia vermelha bufante, uma jaqueta fechada e um broche gigante de uma pomba dourada com um ramo de oliveira.

leia também
Lady Gaga aborda a saúde mental em curta-metragem da música 911

"Rezo para que amanhã seja um dia de paz para todos os americanos", escreveu ela, na terça-feira, 19, no Twitter. "Um dia de amor, não de ódio. Um de aceitação, não de medo. Um dia de sonhar com a nossa alegria futura como país. Um sonho não violento, um sonho que dá seguranças às nossas almas. Amor, do Capitólio".

A estrela ainda postou uma foto do edifício do Capitólio, onde aparece vestida de branco sufragista da cabeça aos pés.

"Cantar nosso Hino Nacional para o Povo Americano é minha honra. Vou cantar durante uma cerimônia, uma transição, um momento de mudança – entre POTUS 45 e 46. Para mim, isso tem um grande significado".

Apoiadora de longa data de Biden, desde que o conheceu durante a presidência de Barack Obama para discutir maneiras de combater a violência sexual, Gaga apareceu em novembro, em um comício na véspera da eleição, a favor do novo presidente, em Pittsburgh.

"Eu conheço Joe há muito tempo", disse ela à multidão, na época. "Lembro-me de quando estava saindo com ele um dia e pensei, ‘Então você vai se candidatar à presidência, certo?'. E nós conversamos um pouco e ele conseguiu. Mas eu disse, ‘Escute, precisamos de você,  porque precisávamos de alguém que fosse nos unir neste momento, este momento é muito importante. Vai ficar claro o que este país é, amanhã'".

Depois de vários dias de contagem nos estados norte-americanos, Biden e Harris venceram as eleições. Então, a cantora celebrou no Twitter.

"@joebiden @KamalaHarris e o povo americano, vocês acabaram de dar ao mundo um dos maiores atos de bondade e bravura que a humanidade já viu. Nada além de amor por nosso novo comandante em chefe e a 1ª vice-presidente eleita para a Casa Branca. Muito bem".

Rob Carr/Getty Images

Biden, que co-patrocinou o Violence Against Women Act quando aprovado em 1994, apresentou a performance de Lady Gaga no Oscar 2016. Na época, ainda vice-presidente de Barack Obama, ele foi aplaudido de pé.

"Muitas mulheres e homens ainda são vítimas de abuso sexual", disse ele, encorajando o público a "assumir a promessa. Uma promessa que diz, ‘Eu intervirei em situações em que o consentimento não foi ou não pode ser dado'. Vamos mudar essa cultura".

Gaga, que naquele ano foi indicada a Melhor Canção Original por Til It Happens to You, do documentário The Hunting Ground, sobre agressões sexuais nas universidades, nunca se esqueceu da promessa de Biden. E quase cinco anos depois, ela o vê empossado como o 46º presidente dos EUA.