Duda Reis revela agressões físicas de Nego do Borel: "Dizia que ia matar minha família"

A atriz de 19 anos foi ao Instagram nesta quarta-feira, 13, para fazer um alerta sobre o pronunciamento do ex-noivo

por Sally Borges 13 jan, 2021 17:14Tags
Recomendado para você: Duda Reis revela agressões físicas de Nego do Borel: "Dizia que ia matar minha família"

Duda Reis voltou a fazer mais revelações sobre seu antigo noivado com Nego do Borel. No início da tarde desta quarta-feira, 13, Duda contou que foi agredida por Borel diversas vezes e que o cantor ameaçou de matar seus pais, Luiz Fernando Barreiros e Simone Barreiros.

"Ontem eu dei um relato pra vocês, eu não falei metade, da metade, da metade do que eu vivi", iniciou a atriz de 19 anos. "Mas eu falei uma coisa que é um fato: a primeira estratégia de um abusador é fazer a vítima ser uma maluca".

"E é justamente o que ele vai fazer hoje. Eu tive acesso a fontes extremamente seguras, que me confirmaram que às 14h, ele vai se pronunciar. Ele se juntou a uma advogada mulher criminalista, focada em crimes contra a mulher que homens realizam e ela está o ajudando a sair dessa".

leia também
Anitta sobre Duda Reis e Nego do Borel: "Não passo mão na cabeça de amigo"

Em seguida, Duda desabafa sobre o relacionamento com o ex-noivo e revela que era "muito manipulada" e "tinha muito medo".

"Ele me ameaçava. Ele dizia que eu brigava com cachorro grande. Ele dizia que ia matar minha família. Eu sentia medo, me sentia um rato num beco sem saída, era a pior sensação do mundo. Eu sabia de tudo do que ela está envolvido, das coisas ilícitas que ele fazia", explica a ruiva.

"Não cabe a mim falar, mas cabe as autoridades do país investigarem. Isso não é um dever meu. Eu sempre tive medo, eu sempre muito dependente emocional dele. Ele me passava assim: ‘Ninguém nunca na vida alguém ia me querer, que nenhum homem seria capaz de amar uma mulher como eu'. Porque ao mesmo tempo que eu não prestava, era um amor confuso. Eu apanhava e depois recebia amor. Então, eu tinha medo. Eu fiquei três anos achando que amor era você apanhar e depois receber um beijo".

"O amor não é isso. O amor não tem isso. E ele quer me tachar como louca. Eu sofri sim agressões físicas", conta ela, acrescentando que sofreu várias, além de verbais. Segundo Duda, todas farão parte do Boletim de Ocorrência que ela está abrindo contra Borel.

"Eu sofri sim agressão. Eu sou vítima de agressão verbal, de agressão física. A história de que ele queria me deixar em uma estrada em Portugal é verdade".

Duda disse que era "gravada" e "espionada" pelo ex-noivo, inclusive durante as sessões de terapia. "Minha terapeuta ficava angustiada, porque eu não conseguia conversar, pois ele ficava na minha frente. E todas as vezes que eu fazia alguma ligação longe dele, ele colocava para gravar". 

A atriz contou que ele a obrigava gravar vídeos negando as acusações contra ele e alertou os fãs sobre o cantor fazer "o circo de atuação" em sua defesa.

"Vocês acham que ele não se manifestou ontem por quê? Porque ele reuniu diversas coisas pra poder usar contra mim e me tachar como maluca. Isso é cíclico, é isso que ele fazem. Eu tenho relatos das moças que trabalharam aqui que tinham medo dele, que tinham medo de eu sair machucada das agressões".

"Tudo o que ele faz é pra aliviar a barra dele como artista. Ele não pense em ninguém, ele só quer se salvar. Ele é assim, essa é a questão. Ele foi muito tóxico para mim, eu ficava no ninho dele. Eu me afastei de todas as minhas amigas, de todos os meus amigos, pois eles tinham medo dele".

Por fim, Duda revelou que nunca traiu Borel, que pagou a conta da viagem que fez com ele para Maldivas e que percebeu que já não queria mais estar com o ex-noivo um mês antes do término oficial.