Como serão as festas de fim de ano da família real britânica neste ano

Certas tradições de décadas não vão ocorrer em meio à luta contra o coronavírus no Reino Unido. Confira!

por Natalie Finn | Traduzido Por Miriam Kaibara | 25 dez, 2020 11:00Tags

A família real britânica, que está dando o que falar na 4ª temporada de The Crown, terá um Natal um pouco diferente neste ano. Em meio à pandemia do coronavírus, Rainha Elizabeth II fará mudanças em suas festividades. 

A realeza vai passar o Natal da mesma forma que passou a maior parte de 2020—socialmente distantes uns dos outros. Apesar do Reino Unido ter sido o primeiro país do mundo a iniciar o lançamento nacional da vacina contra a COVID-19 na semana passada, os Windsors e seus 10 grupos de famílias irão se prevenir.

Isso inclui nenhuma viagem a Sandringham pela primeira vez em 33 anos, com a Rainha permanecendo no Castelo de Windsor para um final de ano tranquilo com Príncipe Philip. Será a primeira vez desde 1949, quando Príncipe Charles tinha 1 ano e era filho único, que eles não estarão com seus 4 filhos no Natal.

leia também
Os looks de Princesa Diana em The Crown vs. vida real

E com duas grávidas na realeza, as netas da Rainha, Princesa Eugenie e Zara Tindall, há várias razões pelas quais as várias famílias não planejam abusar da sorte.

Príncipe Charles contraiu o coronavírus em março, não muito depois que a COVID-19 foi oficialmente declarada uma pandemia, enquanto príncipe William testou positivo em abril, apesar de ter feito isolamento em Anmer Hall, com o sua família.

UK Press via Getty Images

William e Kate já faltaram à celebração em Sandringham algumas vezes, desde que se casaram em 2011, para passar um tempo ao lado da família Middleton, mas neste mês de dezembro seria desejada uma grande reunião real após um ano conturbado.

Afinal, além da pandemia do coronavírus, o ano já começou agitado na família, sem a presença de príncipe Andrew, que deixou seu cargo de real sênior em meio a escândalo e em seguida, príncipe Harry e Meghan Markle revelaram que iriam renunciar a seus cargos reais.

Phil Noble - WPA Pool/Getty Images

"Ainda estamos tentando fazer planos. É difícil saber o que fazer da melhor maneira", disse William sobre as festividades, a um grupo de estudantes universitários, de Cardiff, nesta semana. 

"Eles estavam tentando, como todos nós, fazer planos para o Natal com a família e ainda não tinham 100% de certeza do que iriam fazer ou onde iriam", disse o estudante. 

leia também
Meghan Markle faz aparição surpresa na TV para honrar heróis da pandemia

Nessa terça-feira, 15, Kate e William passaram um tempo com a rainha ao ar livre, no pátio do Castelo de Windsor, para marcar a conclusão de sua charmosa, mas polêmica turnê real. Os Cambridges foram criticados por aparentemente irem contra as instruções aos residentes do Reino Unido de evitar viagens desnecessárias e também não agradaram pelo preço "obsceno" da viagem, feita no trem de nove vagões, que custou cerca de US$ 30 mil. 

No entanto, eles foram recebidos com entusiasmo em todos os lugares que passaram e muitos fãs adoraram as rondas feitas por eles para reconhecer os trabalhadores da linha de frente em toda a Grã-Bretanha.

Max Mumby/Indigo - Pool/Getty Images

"O primeiro ministro está muito satisfeito com a recepção calorosa que o duque e a duquesa de Cambridge receberam em sua valiosa viagem de trem pela Inglaterra, Escócia e País de Gales", um porta-voz do primeiro-ministro Boris Johnson, cuja própria batalha com COVID o levou à terapia intensiva no início deste ano, disse ao Independent, da Grã-Bretanha na semana passada. "A turnê será um impulso moral bem-vindo para os trabalhadores da linha de frente que fizeram tanto durante a pandemia".

Além da rainha, Charles e a duquesa Camilla, Sophie e seu marido, o príncipe Edward e a princesa Anne—que voltaram a trabalhar pessoalmente neste verão—estiveram à disposição junto com William e Kate no Castelo de Windsor para agradecer pessoalmente a mais cuidadores, professores e voluntários por suas contribuições durante a pandemia, e também ouviram canções de Natal realizadas pela banda do Exército de Salvação.

leia também
Meghan Markle e Príncipe Harry lançam podcast no Spotify

"A Rainha estava dizendo que estava muito feliz que conseguimos tocar algumas canções de Natal porque ela acha que esta será a única vez que ela poderá ouvir canções", disse Gillian Cotterill, Líder Territorial do Exército de Salvação no Reino Unido e República da Irlanda, de acordo com a BBC News. "Eu vi a Rainha pronunciando algumas das palavras - então isso foi bom."

Apesar disso, a família sentirá o impacto do distanciamento sabendo que não haverá um grande almoço no Palácio de Buckingham na semana antes do Natal, ou qualquer reunião em Sandringham. No entanto, dar o exemplo faz parte da descrição de seu trabalho, e eles seguem os planos de servir, mas vão se manter separados nas festividades.

STEVE PARSONS/POOL/AFP via Getty Images

O que não mudará no Reino Unido é que todos podem sintonizar às 15h, no dia 25 de dezembro para assistir à transmissão anual pré-gravada de Natal da rainha para a nação, que é feita por ela desde 1952.

O discurso é televisionado desde 1957, e não foi transmitido somente em 1969, porque um documentário chamado Família Real já tinha ido ao ar durante o verão e ela sentiu que o público já tinha visto o suficiente. 

leia também
Príncipe William e Kate Middleton posam com filhos para cartão de Natal

Quanto à grávida Eugenie e seu marido Jack Brooksbank, que supostamente estão morando por enquanto em Frogmore Cottage, a casa de Príncipe Harry, devem passar o feriado no máximo com suas famílias próximas. Os pais de Jack sobreviveram à COVID neste verão. Enquanto a mãe Nicola não precisou ser hospitalizada, seu marido George Brooksbank passou cinco semanas com um respirador.

Eugenie foi até às redes sociais em junho para agradecer às equipes incansáveis de dois hospitais e uma unidade de reabilitação por "salvarem meu sogro".

Benjamin Wheeler/PA Wire via Getty Images

Eugenie também pode passar a data com o pai Príncipe Andrew e a mãe Sarah Ferguson, divorciados há muito tempo, mas que coabitam amigavelmente no Royal Lodge, e sua irmã, a Princesa Beatrice.

Já Bea poderia também optar por passar seu primeiro Natal apenas com o marido, Edoardo Mapelli Mozzi. O casal disse "sim" em uma pequena cerimônia em julho, depois que a COVID pôs fim aos planos de um casamento real grandioso em maio.

Zara e Mike Tindall, que também costumam fazer parte do grupo de Sandringham, passaram alguns dias com as filhas Mia e Lena em sua casa em Gatcombe Park, moradia da mãe de Zara, Princesa Anne, em Gloucestershire, que é compartilhada com seu segundo marido Timothy Laurence, desde 1992.

leia também
Zara Tindall, neta de Rainha Elizabeth II, está grávida

O filho de Anne, Peter Phillips, que se separou da esposa Autumn Phillips no início deste ano, também vive na propriedade de 3 mil m² e suas filhas Savannah e Isla se revesam entre as casas de seus pais. As irmãs e a prima Mia também estão de volta à escola, assim como Príncipe George e Princesa Charlotte, então eles ainda terão que tomar ainda mais precauções quanto ao Natal.

Mike Tindall / Instagram

O marido de Zara disse em entrevista a podcast, que espera ter um menino. 

"Eu queria que fosse menino dessa vez. Eu tenho duas meninas e gostaria de um garoto. Eu vou amar de qualquer maneira, seja menino ou menina—mas por favor que seja um menino", disse Mike no The Good, The Bad & The Rugby.

Os pais, que mantiveram a notícia em segredo até agora, ainda não contaram a novidade às filhas. "A Mia, acho que vai ficar feliz. Ela tem pedido outra irmã ou irmão. Esperançosamente cumprimos esse papel para ela. Lena já é crescida... agora Mia quer alguém mais novo para brincar e se vestir", disse o pai. 

leia também
Os escândalos da realeza que não estão na 4ª temporada de The Crown

Príncipe Harry e Meghan Markle muito porvavelmente vão passar o Natal na Califórnia ao lado do filho Archie Harrison e a mãe de Meghan, Doria Ragland, que mora a apenas uma hora de sua nova casa, em Montecito.

Time

"Sim, é bom estar em casa", reconheceu Meghan em uma reunião em agosto com a co-fundadora do The 19th, Emily Ramshaw.

E segundo o que o vendedor de uma loja de decorações de Natal disse no Twitter, o casal já provideciou sua árvore.

Mas embora os Sussex estejam a um oceano de distância, começando suas próprias tradições, à medida que se estabelecem em suas novas vidas como ativistas e produtores de conteúdo para a Netflix, certamente neste Natal eles certamente farão uma chamada de vídeo para a família de Harry na Grã-Bretanha. 

E como um porta-voz do Palácio de Buckingham informou à imprensa ao anunciar os planos da Rainha para o Natal de 2020: "Como todos, eles esperam que as coisas voltem ao normal em 2021".

 

A família real no almoço de Natal da Queen Elizabeth

Kate Middleton & Princesa Charlotte
Príncipe Louis
Principe William & Principe George
Principe Charles
Princesa Beatrice
Zara Tindall & Mike Tindall
Princesa Anne & Vice Admirante Sir Timothy Laurence
Sophie, Condesa de Wessex
Principe Andrew