Édgar Vivar, o Seu Barriga, homenageia Ramón Valdés e fala dos direitos de Chaves

O ator participou neste sábado, 5, da CCXP Worlds, e se recordou de alguns atores do seriado de sucesso. Veja!

por Sally Borges 05 dez, 2020 19:49Tags
Edgar Vivár, Carmem Ochoa, Ricardo de Pascual, CCXP WorldsCCXP Worlds

Édgar Vivar, intérprete do Senhor Barriga, emocionou os fãs neste sábado, 5, na CCXP Worlds. Ao lado de Carmem Ochoa e Ricardo de Pascual, Édgar relembrou momentos com alguns atores e falou sobre os direitos autorais de Chaves.

"Olá, Brasil! Estou muito alegre, estou muito feliz", iniciou o ator, apresentando seu ótimo português. "Eu adoro o Brasil, adoro a sua gente, adoro a sua comida. Estou feliz, complicado agora com essa pandemia, espero que no próximo ano eu possa ir e visitar todos vocês".

O mexicano contou que recebeu uma ligação de Roberto Gómez Bolaños para fazer o teste de elenco. Quando o intérprete de Chaves informou que eles não usavam "ponto de ouvido" nas gravações, Édgar disse que não sabia nem como usar o aparelho e, então, foi contratado.

Para ele, os episódios mais especiais foram o primeiro em que aparece como o Senhor Barriga e todos sobre as férias em Acapulco.

leia também
Neil Gaiman elogia fãs brasileiros ao falar de Sandman na CCXP Worlds

E como todos os fãs sabem, Édgar não só interpretou o dono dos imóveis, mas também Nhonho.

"A tecnologia era muito mais atrasada. Tinha que colocar primeiro um, falar e esperar. Depois, coordenar as duas conversas. Era complicado, mas divertido", disse o ator, que também se recordou da sua amizade com Ramón Valdés, que deu vida ao Seu Madruga.

CCXP Worlds

"Ele era muito legal, muito legal. Seu Madruga, Ramón, era meu amigo. Ele era meu vizinho. Minha mãe adorava ele, o Seu Madruga. Ele era um cara muito engraçado, muito transparente".

Ricardo de Pascual, que interpretou o ladrão da vila e o Soneca dos Sete Anões em alguns dos episódios, também exaltou a simpatia de Valdés.

"Uma pessoa maravilhosa, o mais esplêndido ator. Quando estávamos nas gravações e íamos almoçar, no restaurante da Televisa, ele sempre dizia: ‘Está tudo certo, tranquilo'. Como se ele sempre tivesse pagado a conta! Ele era o mais simpático", recordou o ator.

CCXP Worlds

O trio também se lembrou da exigência e dedicação de Bolaños.

"Ele era muito detalhista. Era um gênio", disse Ricardo. "Sempre me dei muito bem com todos, nós éramos muito felizes. Ele era muito exigente. Se alguém fizesse alguma coisa diferente, nós tínhamos que voltar e fazer tudo de novo", acrescentou Ochoa.

E para a surpresa de todos, a produtora exibiu uma foto original de Valdés em um quadro e a real marreta biônica de Chapolin.

Em julho deste ano, o seriado deixou de ser exibido em todo o mundo, inclusive no Brasil após 36 anos, por conta dos direitos autorais, detidos atualmente por Roberto Gómez Fernández, filho de Bolaños, que faleceu em 2014.

"Foi em todo o mundo. Os direitos agora pertencem ao filho de Roberto Bolaños. Ele e a Televisa não fizeram um acordo e as negociações foram suspensas. Mas espero que no próximo ano ele volte. Eu acho que Chaves vai voltar", finalizou o ator. Saudade define!