Palácio se recusa a colocar coroas em nome de Harry no Remembrance Day

Príncipe teve pedido negado e prestou tributo em cemitério de Los Angeles ao lado de Meghan Markle

por Alyssa Morin | Traduzido Por Miriam Kaibara | 09 nov, 2020 15:59Tags
Recomendado para você: Palácio se recusa a colocar coroas em nome de Harry no Remembrance Day

Príncipe Harry e Meghan Markle, que vivem atualmente na Califórnia, prestaram tributo no Remembrance Day. Meghan e Harry, que abandonaram  seus cargos reais, celebraram o feriado britânico de forma especial nesse  domingo, 9. 

Segundo porta-voz do casal, eles "visitaram de forma privada o Cemitério Nacional de Los Angeles no início do dia para prestar tributo a aqueles que serviram e que deram suas vidas".

O porta-voz mencionou que "era importante" para o casal comemorar o Remembrance Day, que é um evento que reconhece o armistício de 1918 que encerrou a Primeira Guerra Mundial. A celebração anual tradicionalmente envolve colocar coroas de flores para homenagear os militares do Reino Unido que perderam suas vidas.

Príncipe Harry, que serviu no exército por uma década e ganhou o título de Major Wales, colocou sua própria coroa de flores que apresentava uma mensagem especial. "A todos aqueles que serviram e estão servindo. Obrigado", escreveu ele, segundo seu porta-voz. 

leia também
Príncipe Harry e Meghan Markle revelam se vão lançar reality na Netflix

Além de sua coroa, Harry e Meghan colocaram flores nos túmulos de dois soldados da comunidade. Segundo o porta-voz, uma pessoa serviu na Força Aérea Real Australiana enquanto a outra serviu na Artilharia Real Canadense.

Durante uma visita ao cemitério, o casal também colocou uma coroa de flores em um obelisco com a mensagem: "Em memória dos homens que ofereceram suas vidas em deferência a seu país".

Lee Morgan

Como a tradição de colocar coroa de flores no Remembrance Day é especial para Harry, o príncipe perguntou aos membros de sua família real se eles poderiam colocar uma coroa em seu nome na cerimônia, em Londres.

No entanto, segundo o The Sunday Times, Harry teve o pedido negado pelo Palácio de Buckingham devido ao fato de que "ele não representa mais a monarquia".

Como os fãs vão se lembrar, Meghan e Harry tomaram a chocante decisão de se afastarem como "membros sêniores"da família real, em janeiro de 2020.

"Após muitos meses de reflezão e discussões internas, nós decidimos fazer uma transição neste ano começando a esculpir um progressivo novo papel nessa instituição. Nós pretendemos abandonar os cargos de membros 'seniores' da Família Real e trabalhar para nos tornarmos financeiramente independentes, enquanto continuamos a apoiar totalmente sua Majestade, a Rainha", dizia o comunicado.

Lee Morgan

No  entanto, apesar do pedido de Harry ter saido negado, ele compartilhou uma mensagem positiva em entrevista ao podcast Declassified.

"Mesmo quando nós todos não podemos estar juntos, nós sempre nos lembramos juntos. Remembrance Day pra mim é um momento para o respeito e a esperança. Respeito por aqueles que vieram antes de nós e esperança de um mundo mais seguro".

Momentos históricos do príncipe Harry e Meghan Markle: