Kanye West se declara candidato à presidência dos EUA em 2024

A campanha presidencial do rapper em 2020 pode ter acabado, mas ele já tem planos para o futuro. Confira!

por McKenna Aiello | Traduzido Por Miriam Kaibara | 04 nov, 2020 15:04Tags
Recomendado para você: Kanye West se declara candidato à presidência dos EUA em 2024

A campanha à presidência de Kanye West em 2020 chegou ao fim. No entanto, Kanye revelou aos fãs no Twitter que já tem planos para o futuro na política. 

"Deus é tão bom. Hoje eu votei pela primeira vez na minha vida para presidente dos Estados Undios e é em alguém que eu realmente confio... eu mesmo", escreveu ele, nessa terça-feira, 3.

Apesar de não ter alcançado a vitória em nenhum estado, o rapper revelou seus planos em assumir a Casa Branca. "KANYE 2024", disse o ganhador do Grammy, em tuíte.

leia também
Kanye West presenteia Kim Kardashian com holograma de seu falecido pai

O marido de Kim Kardashian anunciou que iria concorrer como presidente em julho. Segundo reportagem da NBC News, a estrela gastou cerca de US$ 5,9 milhões de seu próprio bolso para financiar a campanha, que contou com entrevistas, comícios e reação de seus colegas famosos.

Kanye foi eleito como candidato independente ou de terceiro partido em 12 estados, Arkansas, Colorado, Idaho, Iowa, Minnesota, Oklahoma, Utah, Tennessee, Kentucky, Luisiana e Vermont.

Membros da família de Kanye, como Kim, nunca fizeram uma campanha publicamente, mas a estrela postou uma selfie confirmado seu voto. 

Em meio à sua corrida presidencial e batalha com a saúde mental, em julho, uma fonte do E! News disse que, "Ele é muito apaixonado por tudo o que faz, o que Kim respeita, mas ela nem sempre concorda com as as ações dele... ela sabe que Kanye está levando a sério sua corrida pela presidência e ela publicamente o apoia". 

Todas as vezes que Kim Kardashian apoiou Kanye West:

Sobre a saúde mental do marido

Após uma série de tweets polêmicos do marido, em julho de 2020, Kim falou sobre a saúde de Kanye.

"Como muitos de vocês sabem, Kanye tem transtorno bipolar. Qualquer pessoa que tenha ou tenha um ente querido em sua vida sabe o quão incrivelmente complicado e doloroso é entender", começou Kim. "Eu nunca falei publicamente sobre como isso nos afetou em casa, porque sou muito protetora quanto aos nossos filhos e com o direito de Kanye à privacidade quando se trata de sua saúde. Mas hoje, sinto que devo comentar sobre isso por causa do estigma. e equívocos sobre saúde mental ".

Mais tarde, no longo post, Kim chamou Kanye de "uma pessoa brilhante, mas complicada".

Ela continuou: "... além das pressões de ser um artista e um homem negro, que experimentou a dolorosa perda de sua mãe, ele tem que lidar com a pressão e o isolamento que são aumentados por seu distúrbio bipolar. Aqueles que estão próximos de Kanye conhecem seu coração e entendem que suas palavras algumas vezes não se alinham com suas intenções. "

Ela concluiu sua declaração com um pedido de compreensão e privacidade.

Enviando recado a Rhymefest

Kim saiu em defesa de Kanye em maio de 2018, depois que o rapper Rhymefest criticou o artista de "Stronger" por supostamente abandonar a organização Donda's House.

A estrela de KUWTK escreveu: "Você não está certo desde que foi expulso do estúdio no Havaí usando Yeezys falsos. Você acabou de alavancar o nome de Kanye e pediu a Kanye que doasse dinheiro para você, então pare com sua política falsa da comunidade e mentiras. A verdade é que você não foi capaz de sustentar a fundação".

Depois de alguns outros tweets, Kim observou: "É melhor você acreditar que farei a minha missão de tirar a Donda's House de você e deixar meus filhos comandá-la da maneira que deveria ser comandada! @RHYMEFEST".

Recado para a mídia

Depois que Kanye deu o que falar com um discurso no Twitter, em abril de 2018, Kim foi até à rede social e falou sobre os comentários sobre a saúde mental de seu marido.

"Para a mídia que tenta demonizar meu marido, deixe-me dizer isso... seu comentário sobre Kanye ser errático e que seus tweets são perturbadores é realmente assustador", ela twittou. "Tão rápido em rotulá-lo como portador de problemas de saúde mental por ser ele mesmo, quando ele sempre foi expressivo não é justo".

Ela continuou: "Ontem foi anunciado que Kanye rompeu com algumas pessoas em seus negócios e meios de comunicação fizeram isso ser sobre a saúde mental de Kanye. Em vez de apenas uma simples decisão de negócios. Estou feliz que ele tenha twittado sobre o estado de sua empresa e todas as coisas emocionantes que estão acontecendo".

Protegendo a Yeezy

Depois que postagens feitas pelo Twitter não afiliado do Twitter, @theyeezymafia, espalharam informações incorretas sobre a marca de seu marido, Kim foi ao Twitter e escreveu: "Como uma conta verificada representa Yeezy com informações falsas. Você NÃO trabalha para Yeezy e NÃO é afiliada. Como você vai acredita em uma conta que publique coisas falsas".

Rebatendo críticas

Kim foi ao Twitter mais uma vez em março de 2018, depois que a marca Yeezy, de Kanye, sofreu críticas. Ela escreveu: "A 6ª temporada foi genial. Todos os meus looks no Japão são da 7ª temporada e estarão online em breve. Yeezy não joga de acordo com as regras da moda. A sala de exposições era estritamente de sapatos e sempre será destinada a isso".

Mais tarde, a estrela do KUWTK acrescentou: "YEEZY TEM SEU PRÓPRIO UNIVERSO #TEMPORADA7."

Briga com Drake

Em dezembro de 2018, Kanye alegou no Twitter que Drake o "ameaçou" por telefone e o acusou de mexer com "pessoas com problemas de saúde mental". Em apoio ao marido, Kim foi à mídia social e alertou: "@Drake Nunca ameace meu marido ou nossa família. [Kanye] abriu o caminho para que houvesse um Drake".

Poêmica no SNL

Após o discurso de Kanye sobre política no Saturday Night Live, em setembro de 2018, Kim falou sobre o assunto em entrevista ao The Messy Truth With Van Jones.

"O que você quer que eu faça? Suba no palco e cante? Tipo, o o que você quer que eu faça? Eu o ouço. Depois, talvez eu saiba que posso ajudá-lo a se comunicar um pouco melhor e, sabe, devemos trabalhar nisso. E ele diz, 'Ah, sim, mas eu já tuitei' e eu digo, 'Bom, o que você tuitou não é o que você acabou de me dizer por telefone.' Mas às vezes as pessoas não têm muito tempo para realmente ouvi-lo e ver o que ele tem a dizer. "

Expondo Taylor Swift

Em julho de 2016, Kim e Kanye estavam no meio de um drama com Taylor Swift. Na época, a cantora de "Bad Blood" negou saber que Kanye iria cantar o verso, "Eu fiz essa cadela famosa" se referindo a ela.

Em resposta, Kim postou um vídeo no Snapchat com convera entre Kanye e Taylor discutindo a letra de "Famous".

Dizendo a "famosa" verdade

Antes de soltar os áudios no Snapchat, Kim contou à GQ, em sua reportagem de capa de junho de 2016, que Taylor sabia das letras de "Famous".

"Ela aprovou totalmente isso", disse a estrela de KWUTK. "Ela sabia que isso seria lançado. Ela queria repentinamente agir como se não soubesse. Eu juro, meu marido se importa tanto com as coisas [quando] ele realmente estava fazendo o protocolo adequado e até ligou para aprovação".

Em relação a Kanye chamando a cantora de "cadela", Kim passou a defendeu o rapper. "Quero dizer, ele me chamou de cadela em suas músicas. Isso é tipo, o que eles dizem. Nenhuma vez eu pensei, 'Que palavra depreciativa! Como ele ousa?' Nem em um milhão de anos".