Ellen Pompeo abre o jogo e diz por que nunca deixou Grey’s Anatomy

A atriz refletiu sobre os fatores que a mantiveram na pele da Dra. Meredith Grey desde 2005. Confira!

por Samantha Schnurr | Traduzido Por Sally Borges | 05 ago, 2020 17:21Tags
Recomendado para você: Ellen Pompeo abre o jogo e diz por que nunca deixou Grey’s Anatomy

Ellen Pompeo sempre será conhecida como a Dra. Meredith Grey, da série Grey's Anatomy, desde 2005. Mas Ellen não tem nenhum problema com isso!

Diferente de boa parte do elenco, a atriz não interpreta outro personagem há 15 anos. Seus únicos trabalhos desde o início da série de sucesso da ABC foram em uma participação especial como dubladora em Doutora Brinquedos e no clipe de Taylor Swift, Bad Blood, em 2015.

No entanto, ela explicou ao podcast Jemele Hill is Unbothered que a forma como sua carreira se formou foi uma decisão consciente. 

"Eu fiz escolhas para continuar no programa", disse a mãe de três. "Para mim, pessoalmente, uma vida doméstica saudável era mais importante que uma carreira. Não cresci com uma infância particularmente feliz. Portanto, ter uma vida doméstica feliz era realmente algo que eu precisava completar, fechar um buraco no meu coração".

"Então, tomei essa decisão de ganhar dinheiro e não caçar papeis criativos de atuação. Eu nunca gostei de caçar nada, e atuar para mim, nessa experiência, foi muito caçador. Você tem que caçar papeis, implorar por papeis, tem que convencer as pessoas... E, embora eu produza, e seja o mesmo tipo de coisa, acho que eu ainda faço isso de um lugar onde eu nunca tenho sede, porque eu estou financeiramente satisfeita".

Ellen, que é mãe de Stella, de 10 anos, Sienna, de 5, e Eli, de três, divulgou o seu salário de nada menos que US$ 20 milhões, em 2018. Como ela explicou a Hill, ser a protagonista do programa a estimulou a lutar por um salário melhor.

leia também
Ellen Pompeo diz o que a manteve no ambiente "tóxico" das gravações de Grey's Anatomy

"Estou dizendo para mim mesma: ‘Bem, espere um segundo. Este é o meu rosto'", disse a atriz. "Agora, sim, outras pessoas criaram o show, Shonda Rhimes criou o show e não estaríamos em lugar nenhum sem isso, e o estúdio fez o show e o colocou no ar. Não estou dizendo que as pessoas não merecem o que elas têm – só estou dizendo: ‘Por que todas essas pessoas ganham centenas de milhões de dólares com isso, e eu que coloco meu rosto não fico rica com isso?'".

Ela ainda refletiu sobre o poder lucrativo de Grey's Anatomy além das telinhas. "Não fazia muito sentido eu me afastar porque sabia que era um programa para downloads. Eu conhecia os números de streaming, então fazia sentido que eu também quisesse um pedaço dessa torta. Não vou apenas dar uma mordida, ir embora e deixar todo mundo continuar lucrando por anos".

ABC

Escolher permanecer na série também era uma questão de tempo e idade para a musa, agora com 50 anos. 

"Entrei neste jogo tarde", desabafou ela. "Eu não comecei a fazer Grey's até que eu tivesse 33 anos e comecei a ter filhos aos 40... Se eu tivesse iniciado o show quando eu era mais jovem, 25, provavelmente teria desaparecido aos 31, 32 [quando] meu contrato de seis anos chegasse ao fim".

Em vez disso, a musa se tornou uma mãe de 40 anos em Hollywood com um programa de liderança estável. "Eu sabia que chegando aos 40 anos, seria como, eu não queria estar lá fora perseguindo coisas, correndo atrás das coisas, implorando. Prefiro ver isso como uma bênção".

Enquanto tenta entender por que os atores "fogem" do trabalho dos quais eles são mais reconhecidos, a atriz explicou que esse nunca foi o caso dela.

"Com a minha idade e onde está a minha vida, não tento fugir de nada. Isso é quem eu sou. Eu fiz as minhas escolhas e sou feliz com isso. Grey tem sido um presente. Há algumas portas das quais eu posso abrir ou, pelo menos, iniciar algumas conversas para fazer algo de bom no mundo".