Ellen Pompeo revolta fãs após comentar sobre vítimas de Harvey Weinstein

Atriz de Grey's Anatomy foi criticada nas redes sociais após vídeo de entrevista ressurgir na web

por Pamela Avila | Traduzido Por Miriam Kaibara | 23 abr, 2020 15:18Tags
Recomendado para você: Ellen Pompeo revolta fãs após comentar sobre vítimas de Harvey Weinstein

Ellen Pompeo, protagonista de Grey's Anatomy, revoltou os fãs nas redes sociais. Nessa quarta-feira, 22, um vídeo em que Ellen surge falando sobre as vítimas de Harvey Weinstein ressurgiu na web e fez com que a atriz recebesse muitas críticas. 

O clipe em questão foi gravado em uma sessão de perguntas e respostas, da Oxford Union, em julho de 2018. Durante a entrevista, a atriz fala sobre vários assuntos, como seu tempo trabalhando em Grey's Anatomy, a desigualdade de pagamento em Hollywood e como as mulheres são tratadas na indústria. Porém, foram seus comentários sobre o produtor de filmes, condenado por seus crimes sexuais, e as sobreviventes de sua agressão sexual, que chamaram atenção do público. 

"Acho que temos alguma responsabilidade, não em todos os casos, mas são necessários dois para dançar um tango, com certeza. Não é para culpar a vítima, é só para dizer... eu entrei em uma sala com Harvey Weinstein, eu sentei à mesa com ele, eu passei provavelmente duas horas e meia com ele. Ele nunca disse nada inapropriado pra mim, ele nunca fez nenhum tipo de avanço físico".

"Eu não estava em uma sala sozinha com ele. Eu fui mandada pelo meu agente no meio do dia. Eu não acho que tivesse nada de errado. Eu não entraria naquela sala de noite. Mas ele não fez nada desapropriado comigo. Agora, se ele tivesse feito, eu teria pego aquele copo e esmagado no rosto dele. Então, quero dizer, é tudo o que estamos dispostos a tolerar em nossa autoestima, o que vamos aguentar e o que vamos comprometer para gostarem de nós, para sermos amados, sermos aceitos? O quanto queremos entrar no show business?".

leia também
Harvey Weinstein testa positivo para coronavírus na prisão

Antes de fazer os comentários mencionados acima, a entrevistadora havia perguntado a Pompeo sobre a importância de ter coragem de se manifestar no local de trabalho e sobre o papel que os movimentos #MeToo e #TimesUp desempenharam nessa questão, inclusive em Hollywood, local que recebeu inúmeras denúncias de assédio sexual.

"Primeiro, os homens precisam entender que eles não sairão ilesos disso. Número um. Ou as mulheres precisam entender. Não quero ser sexista. Todo mundo é capaz de um assédio de qualquer tipo, certo? Então as pessoas precisam entender que isso não será tolerado e então acho que as pessoas precisam ser educadas sobre isso"

Ela continuou falando sobre não "dar desculpas a esses porcos" que fazem "coisas repugnantes para as mulheres", acrescentando que esses "comportamentos aprendidos" dos homens da indústria de Hollywood foram aprendidos com outras gerações de homens que "se safaram" . "

Além disso, Pompeo disse que também acredita que as mulheres devem ser "responsáveis pelos sinais que emitimos, pelas mensagens que emitimos e pela maneira como nos apresentamos".

"Eu disse eu meu texto e não tenho vergonha de dizer, como atriz, você certamente entra na sala com a ideia de que o diretor precisa se apaixonar por mim para me dar esse papel. E então, como mulheres, nós flertamos", disse ela. 

A atriz de 50 anos continua: "Acho que nós estamos cientes de nosso poder... especialmente as mulheres... cientes de nosso poder de sedução muito cedo e nós o usamos. É útil, certo? [...] Mas tem que existir um balanço. Tem que existir uma linha. Mas eu acho que temos alguma responsabilidade"

No Twitter, uma internauta compartilhou o vídeo e escreveu: "Que diabos há de errado com Ellen Pompeo... isso é absolutamente NOJENTO". Em seguida, outra internauta respondeu: "É tão nojento. Como sobrevivente de um abuso sexual, estou completamente horrorizada. 'Precisam de dois para dançar um tango' [...] Não, e nunca será minha culpa".

Veja a entrevista completa aqui