Meghan e Harry doam lucro do casamento para combate ao coronavírus

O Duque e a Duquesa de Sussex vão doar cerca de R$ 500 mil para ajudar no combate à pandemia

por Cydney Contreras | Traduzido Por Miriam Kaibara | 15 abr, 2020 21:41Tags

Meghan Markle e Príncipe Harry, que estão passando temporada nos Estados Unidos, entram para o time de famosos que mostraram ser solidários em meio à pandemia. Meghan e Harry irão fazer doação para ajudar combate ao coronavírus. 

O casal vai doar os lucros de seu casamento em 2018 à organização Feeding Britain, no qual tem como presidente o Arcebispo de Canterbury, que presidiu a cerimônia real. No total US$ 112 mil, cerca de R$ 586 mil serão doados em prol de bancos de alimentos e organizações comunitárias de alimentos locais.

Em comunicado o porta-voz da dupla disse: "O Duque e a Duquesa de Sussex conseguiram conversar com o Arcebispo recentemente e ficaram comovidos com todo o trabalho da Feeding Britain, especialmente com a compaixão e generosidade de todos que trabalham lá para ajudar os outros. Eles estão felizes em garantir que esse dinheiro seja doado para uma causa tão grande"

leia também
Príncipe Harry e Meghan Markle anunciam sua nova fundação, Archewell

A origem da doação de Meghan e Harry vem da transmissão da BBC de seu casamento, em 2018. De acordo com a revista Town and Country, o casal pediu que a emissora doasse o excesso de lucro no nome deles e foram "notificados sobre os fundos quando a pandemia do coronavírus estava ocorrendo".

Danny Lawson/PA Images via Getty Images

"Entende-se que os Sussexes achavam adequado que os fundos gerados pelo casamento fossem para uma instituição de caridade apoiada pelo arcebispo, que desempenhou um papel tão importante no dia", disse uma fonte à revista.

O arcebispo e os demais estão gratos por receber os recursos, pois "manterão o café da manhã, o almoço e o jantar, portanto, três refeições na mesa de muitas dezenas de milhares de crianças em nossa rede", de acordo com o diretor da organização, Andrew Dorsey.

Meghan e Harry puderam ver em primeira mão o bom trabalho que a organização faz quando se encontraram com os voluntários e trabalhadores em janeiro de 2019, quando ela ainda estava grávida de Archie Harrison. Na época, os fãs da realeza mal podiam prever que o duque e a duquesa deixariam a família real apenas um ano depois.

Atualmente os dois não são mais membros seniores da família real e estão vivendo por conta própria com a Archewell, instituição sem fins lucrativos, que leva o nome do filho recém-nascido. Isso significa que essa é apenas o começo quando se trata de boas ações. O casal promete "fazer algo significativo e importante" com sua nova organização.

Por enquanto, no entanto, a dupla está focada em manter-se saudável e passar o tempo todo com o pequeno Archie, que faz um ano neste mês. Eles vão comemorar apenas em família neste ano, já que o resto da família está no Reino Unido e as viagens estão interrompidas devido ao coronavírus.

 

Relembre abaixo os momentos históricos do príncipe Harry e Meghan Markle: