Pai de Manu Gavassi pede desculpas a Jonas após chamar Mari de "mala"

Jornalista falou sobre a troca de farpas com Jonas Sulzbach, no Twitter

por Miriam Kaibara 08 abr, 2020 17:14Tags
Recomendado para você: Pai de Manu Gavassi pede desculpas a Jonas após chamar Mari de "mala"

Zé Luiz, pai de Manu Gavassi, se pronunciou sobre atrito com Jonas Sulzbach no Twitter. Em entrevista à coluna de Patricia Kogut, no site O Globo, se desculpou com Jonas após chamar Mari Gonzalez de "mala".

"Manu você foi linda! Honrou pai e mãe! Comprou uma injustiça com o Babu! E ainda teve que aguentar a mala da Mari forçando a barra para aparecer. Se não estiver se sentindo bem, saia... estamos aqui por você. Te amo!", escreveu o radialista no Twitter, após o Jogo da Discórdia, no BBB20 nessa segunda-feira, 6. 

Como resposta, o namorado de Mari, comentou o tuíte: "A 'mala' ensinou o que é sororidade e empatia pra sua filha"

"Como pai, eu estava com toda a razão de estar irritado com o que a minha filha estava passando naquele momento. E ele, como marido da Mari, também tem todo o direito de se sentir ofendido por eu tê-la chamado de mala. Por isso, peço desculpas", disse ele ao O Globo.

leia também
Pai de Manu Gavassi e marido de Mari Gonzalez trocam farpas na web

Apesar disso, o pai de Manu não concorda que Mari tenha ensinado algo à filha.

"Acho que ele precisa rever o conceito de sororidade. Sororidade foi o que as meninas tiveram quando defenderam a Mari no início do programa, quando ela foi alvo daquele plano dos meninos. O que houve com as duas agora foi que um dos lados (Mari) quis muito forçar uma amizade e o outro (Manu) não estava a fim. Isso é absolutamente normal".

E sobre a repercussão do reality nas redes sociais, ele desabafou: "É uma loucura. Assim como recebo muitas mensagens de carinho e amor, recebo outras de ódio e até ameaças. Essas eu prefiro não ver, e logo silencio as notificações. Sempre tento mostrar para as pessoas que BBB é apenas um entretenimento. Temos situações muito mais graves para nos aborrecer e nos preocupar no momento".