Quase um ano após a acusação de estupro de Najila Trindade contra Neymar, o caso continua. Em entrevista a revista Veja, Cosme Araújo, advogado de Najila, revelou que vai acionar a procuradoria por conta da demora no processo movido pelo Ministério Público do Rio de Janeiro contra Neymar.

"Ele tem de pagar pelo crime de ter publicado material íntimo de uma mulher sem seu consentimento... Há a sensação de esse jogador ser intocável", disse Cosme a publicação, garantindo que Najila nunca cogitou um acordo financeiro com o jogador.

O astro do futebol estaria sendo investigo por revenge porn, que é um termo usado para quando alguém publica ou vaza na internet conteúdo íntimo sem autorização da vítima para se vingar ou por sentir raiva.

Ainda de acordo com a publicação, Najila atualmente estaria morando com seu filho de sete anos em Ilhéus, na Bahia, em um apartamento alugado pelo seu pai, um sargento aposentado. Ela estaria sofrendo de síndrome do pânico e fazendo uso de medicação antidepressiva.

Para quem não lembra do caso, em junho de 2019, Najila denunciou na justiça o jogador por estupro. Ela conheceu Neymar pela internet, ficaram íntimos e acabou indo visita-lo na Europa, onde ela alega ter sofrido a violência. Alguns meses após o ocorrido, Najila foi indiciada por extorsão e calúnia.

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.