Harvey Weinstein testa positivo para coronavírus na prisão

O ex-produtor acuado de diversos crimes sexuais foi diagnosticado com a doença e segue em “quarentena na instalação”.

por Corinne Heller | Traduzido Por Sally Borges | 23 mar, 2020 15:32Tags
Recomendado para você: Harvey Weinstein testa positivo para coronavírus na prisão

Harvey Weinstein se uniu à lista de famosos que foram diagnosticados com o novo coronavírus. Weinstein foi recentemente sentenciado a 23 anos de prisão pelos seus atos sexuais criminosos.

"Harvey testou positivo para o coronavírus ontem", disse uma fonte da Polícia de Nova York ao E! News. "Ele está atualmente em quarentena na instalação".

Em fevereiro, o ex-produtor de Hollywood foi considerado culpado por agredir sexualmente uma ex-assistente de produção e estuprar uma atriz.

Ele foi condenado a 23 anos de prisão e levado para a Rikers Island. Uma semana depois, Weinstein foi transferido para a prisão de segurança máxima, Wende Correctional Facility, em Alden, norte de Nova York.

No domingo, 22, o Community Newspaper Holdings citou autoridades ligadas ao sistema penitenciário do estado dizendo que o ex-produtor e outro preso foram diagnosticados com o COVID-19.

leia também
Harvey Weinstein disse que Jennifer Aniston "deveria ser morta"

Um representante de Weinstein não estava ciente do teste, enquanto o advogado dele disse à Reuters que também não tinha conhecimento do diagnóstico.

Michael Powers, Presidente da Associação Correcional do Estado de Nova York e da Associação da Polícia Benevolente revelou que três agentes penitenciários também testaram positivo para o coronavírus.

Na sexta-feira, 20, a NBC de Nova York informou que pelo menos 21 detentos e 17 funcionários da prisão deram positivo para o vírus em Rikers Island.

Todas as visitas aos detentos foram suspensas devido à pandemia.