Evangeline Lilly diz que coronavírus é uma gripe e ignora isolamento

No início da semana, a atriz de Lost foi às redes sociais para dar sua polêmica opinião sobre o coronavírus e o período de isolamento.

por Cydney Contreras | Traduzido Por Sally Borges | 19 mar, 2020 21:14Tags
Evangeline LillyDave J Hogan/Dave J Hogan/Getty Images

O coronavírus tem causado mortes e provocado um isolamento social de todo o mundo, exceto de Evangeline Lilly. No início da semana, Evangeline foi às redes sociais e revelou que tem vivido sua rotina normalmente.

Mesmo com a advertência da Organização Mundial de Saúde, a atriz de Lost disse que tem levado a vida "como sempre", levando até mesmo os dois filhos às aulas de ginástica. Ela apenas tem os alertado para lavar as mãos.

"Acho que todos precisamos desacelerar, respirar e olhar para os fatos que estão sendo apresentados", disse a atriz a um internauta. "Eles não somam o bloqueio total do mundo, o controle, a pandemia e a loucura que estamos enfrentando".

Evangeline acredita que o COVID-19 não passe de uma "gripe respiratória" que o governo está usando como uma oportunidade de "obter mais poder".

leia também
Parada Gay de São Paulo é adiada por conta de coronavírus

Ela explicou: "Onde estamos agora parece muito próximo do Plano Marshall para meu conforto, tudo em nome de uma gripe respiratória. É irritante".

A estrela de 40 anos revelou ainda que está morando com os dois herdeiros e o pai, que está lutando contra a leucemia em estágio 4.

"Algumas pessoas valorizam suas vidas acima da liberdade, algumas pessoas valorizam a liberdade acima de suas vidas. Todos fazemos nossas escolhas".

Alberto E. Rodriguez/Getty Images for Disney

Muitas pessoas demonstraram seu descontentamento com Lily, que coloca não apenas ela em risco, mas seus familiares e todos ao redor. Alguns a criticaram por compartilhar crenças perigosas.

"Seus seguidores podem aceitar isso como permissão para envolver seus filhos em atividades semelhantes. Por favor, use sua plataforma para incentivá-los a ouvir os líderes locais e permanecerem em paz", escreveu um usuário.

Enquanto isso, o resto do mundo, com as celebridades no Brasil e nos Estados Unidos, tem feito um período de isolamento para conter a disseminação do coronavírus, que já matou mais de oito mil pessoas.