Pyong Lee, que foi eliminado do Big Brother nessa terça-feira, 17, fez desabafo em entrevista à Fernanda Keula após saída. Entre suas polêmicas na casa, Pyong comentou sobre os episódios de assédio no reality. 

Antes de entrar no BBB, o hipnólogo gravou um quadro chamado "Eu Nunca". 

"O que eu jamais faria no BBB é ir contra os meus príncipios e valores", garantiu ele na época. "E, aí, cumpriu?", perguntou Fernanda. 

"Cumpri. Sobre isso eu cumpri, mas não sei se caberia nessa frase o que acabou acontecendo, tipo, na festa, sabe? De ter exagerado na bebida", admitiu ele, lembrando do episódio no qual foi acusado de assediar algumas sisters.

O brother também ficou desapontado com o desenvolvimento de seu canal no YouTube durante sua participação no reality. O número de inscritos do influencer foi de 6 milhões para 7,5 milhões, mas ele esperava atingir 10 milhões de internautas. "É, acho que não reverberou tanto assim", lamentou ele. 

Além disso, Pyong revelou que quer levar Rafa Kalimann como amiga para vida e elegeu Mari Gonzalez como "planta". Já Flayslane seria a "personagem" da casa, e Felipe Prior o "causador". 

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.