Lady Gaga, Music Videos, Stupid Love

YouTube

Lady Gaga se tornou um dos assuntos mais comentados desta sexta-feira, 28, ao lançar o clipe da música Stupid Love. Um dia antes da divulgação, Gaga se sentou com Zane Lowe, da Apple Music, para contar detalhes sobre o novo trabalho.

Durante a entrevista ao Beats One, a cantora explicou de onde veio a inspiração para o novo single, creditando alguns colegas, digamos improváveis por ajuda-la a encontrar o tom e a letra certos.

"Às vezes você tem que mover seu corpo, seu espírito e sua alma para acessar o que realmente está sentindo e eu fiquei tão deprimida por alguns dias, vocês sabem, antes de entrar para o estúdio e trabalhar. Então, eu entrava e falava com o produtor BloodaPop e dizia: ‘Ok, eu vou abrir o portal, eu vou ouvir e falar com todas as minhas fadas'", disse ela. "Todas as fadas que me ajudam a escrever músicas e eu vou perguntar o que o mundo precisa ouvir".

E não é que ela continuou creditando as fadas? "E, então, nós gravamos e isso  aconteceu porque elas estavam felizes. Eu costumava chorar muito no estúdio porque eu ouvia o que estava cantando, ouvia a minha voz, a música, e eu ficaria tão alegre, comemorativa e isso alegraria meu dia inteiro".

Além de consultar seus seres místicos, Gaga explicou que Stupid Love veio de aceitar seu passado e canalizar seus aprendizados.

"Quero dizer, a primeira frase de Stupid Love é ‘Você é o único que eu tenho esperado / Tenho que parar com esse choro / Ninguém vai me curar se não abrirem a porta / É meio difícil de acreditar / Tenho que ter fé em mim'. É isso. Tenho certeza de que, quando todos decidimos ser vulneráveis, é realmente assustador, e acho que é muito assustador para muita gente".

Mesmo assim, ela deseja que a nova canção liberte todos os seus little monsters da vulnerabilidade. Além disso, a cantora deu detalhes sobre o seu sexto álbum, dizendo que ele será totalmente diferente de Joanne, de 2016, feito para "meu pai, um álbum sobre trauma da minha família, um álbum sobre como passamos as coisas através das gerações e meu relacionamento com os homens".

"Alguém me perguntou outro dia qual era meu objetivo com esse álbum e, na verdade, soa ridículo quando digo isso em voz alto, mas eu digo: ‘Eu gostaria de lançar uma música que grande parte do mundo vai ouvir, e ela se tornará parte de suas vidas diárias e as fará felizes todos os dias".

Como não amar?

We and our partners use cookies on this site to improve our service, perform analytics, personalize advertising, measure advertising performance, and remember website preferences. By using the site, you consent to these cookies. For more information on cookies including how to manage your consent visit our Cookie Policy.